quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Galeria Pace abre nova flagship na 540 West 25th Street em Nova York em setembro.

A Pace Gallery tem o prazer de anunciar que abrirá sua nova galeria em Nova York em setembro de 2019. Localizada no coração do bairro de Chelsea, em Manhattan, na 540 West 25th Street, a nova sede global da Pace está sendo desenvolvida pela Weinberg Properties e projetada pela Bonetti / A Kozerski Architecture, em estreita colaboração com o Presidente e CEO da Pace, Marc Glimcher. Abrangendo oito andares e medindo aproximadamente 75.000 pés quadrados, o edifício foi projetado como um espaço integrado e dinâmico para artistas, colecionadores, curadores, galeristas e a equipe internacional de Pace, para se reunir e se envolver com o trabalho dos principais artistas aquele Pace tem a honra de representar. 

Com uma visão astuta para o futuro do modelo de galeria de arte, o novo edifício une os papéis multifacetados e em evolução da galeria sob o mesmo teto - abrangendo extensas galerias de exposições internas e externas; uma biblioteca de pesquisa de 10.000 volumes; uma área de armazenamento de arte aberta; e um espaço de 2.200 metros quadrados dedicado a novos trabalhos de mídia, performance e programação pública. A inauguração do novo prédio no outono de 2019 será um marco importante na história da galeria, quando embarcar em seu 60º aniversário em 2020.


“Projetar este novo edifício ao lado da Bonetti / Kozerski e da Weinberg Properties deu à nossa equipe na Pace a oportunidade de abordar, com novos olhos, a questão do que significa ser uma galeria de arte no século 21”, disse Glimcher. “Isso nos permitiu ter uma visão diferenciada dos fundamentos do que fazemos, onde acreditamos que o mundo da arte está se dirigindo e como podemos criar um espaço que nos capacitará a continuar a servir nossos artistas e nossa comunidade em toda a extensão. de nossas habilidades e ambições. Cada elemento deste novo edifício - da biblioteca de pesquisa do primeiro andar, à galeria do terraço ao ar livre do sexto andar, ao espaço flexível de programação e desempenho do sétimo andar - foi moldado para nos permitir contar as histórias inspiradoras de nossos artistas de forma dinâmica e rica. eles merecem ser contados. Esse é um imenso privilégio que não tomamos de ânimo leve e vemos esse novo prédio não como um fim em si mesmo, mas como um catalisador para inovação e evolução contínuas como uma galeria ”.

Samuel G. Weinberg, presidente/CEO da Weinberg Properties, diz: “A Weinberg Properties e a Pace tiveram o prazer de mais de 20 anos de relacionamento no distrito de Artes do Chelsea. Estamos entusiasmados com o fato de a Bonetti / Kozerski Architecture ter ajudado a dar vida à nossa visão e ideias para este edifício. Como proprietários e desenvolvedores do projeto, sentimos que criamos algo realmente único e especial para o Pace que nunca foi visto antes. Somos fortes defensores do mercado do Chelsea, pois temos outro site de desenvolvimento no horizonte. Estamos extremamente orgulhosos e empolgados com a inauguração da nova galeria principal da Pace em nosso prédio e para poder continuar nosso longo relacionamento com eles ”.

Mais do que dobrar o atual espaço de exposição da Pace em Nova York, o novo prédio possui quatro galerias distintas, medindo um total de 16.500 pés quadrados, incluindo espaços internos e externos. Todos os espaços expositivos permitem uma ampla gama de estilos de instalação e mídia artística, com recursos como um design totalmente livre de colunas, altas capacidades de carga e planos de iluminação flexíveis, criando galerias extraordinariamente ágeis que podem suportar uma abordagem diversificada à programação de exposições. A maior galeria ocupa o piso térreo, abrangendo 3.600 pés quadrados com tetos de 18 pés, bem como uma porta pivotante de vidro que se abre diretamente para a rua. O térreo também possui a biblioteca de pesquisa da galeria. Aberta ao público com hora marcada, a biblioteca de pesquisa não só incluirá grande parte dos acervos de publicação da galeria, mas também uma área de exibição para exibir os ricos materiais de arquivamento da galeria em complemento às exibições exibidas.

Com a Weinberg Properties e a Pace Gallery usando a arquitetura Bonetti / Kozerski para a construção e design de interiores do novo prédio, o processo tem sido colaborativo, integrado e eficiente do começo ao fim - permitindo que todos os elementos do edifício reflitam e reforcem as distintas necessidades de programação e visão da galeria. Com o objetivo de obter uma Certificação Prata LEED, o edifício de 35 metros de altura foi projetado com considerações de impacto ambiental. O exterior do edifício possui pedra vulcânica até o sexto andar de sua fachada norte e espuma de alumínio nos outros três lados. A construção do invólucro do edifício utilizou um sistema “mega-panel” fabricado sob medida, que permitiu um processo de instalação eficiente no local - com todo o período de construção de dois anos. Ambos os painéis de fachadas de pedra vulcânica e os painéis laterais de alumínio foram pré-montados sob condições precisas de fábrica, resultando em controle de alta qualidade e desempenho para fatores de barreira térmica, acústica e de água em comparação com a metodologia tradicional de construção de campo.

A iluminação de todo o edifício foi projetada em colaboração com Arnold Chan, da Isometrix Lighting Design, com sede em Londres, um dos principais designers de iluminação do mundo para galerias e museus. Guiado pela necessidade da galeria de opções de iluminação totalmente personalizáveis, o esquema funde a luz natural e artificial para criar ambientes de iluminação distintos em todo o edifício. As luminárias ocultas fornecem luz ambiente que pode ser ajustada em termos de intensidade e temperatura de cor. Isso é combinado com um sistema sofisticado de iluminação spot e flood que é ajustável dentro dos mesmos parâmetros, permitindo um nível extremamente alto de flexibilidade e personalização de acordo com os requisitos da arte em exibição.

Nos próximos meses, Pace estará compartilhando notícias sobre sua temporada inaugural de exposições, programação e comissões especiais de artistas que antecederam a abertura de setembro de 2019. A partir do verão de 2019, a Pace não ocupará mais a 537 West 24th Street, mas continuará a operar em seus atuais espaços de exposição na 510 West 25th Street e 32 East 57th Street. A programação da exposição em todo o novo edifício também abrangerá os programas da Galeria Pace / MacGill e Pace African and Oceanic Art.

Blogger Tricks

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Jardim Tropical exibe variedade de espécies e atmosfera relax, com projeto de Luciano Zanardo.

A piscina, grande estrela do espaço, está rodeada de árvores como a Ravenala de Madagascar, as Alpínias, a Pitangueira e Jabuticabeira. (Fotos Alan Teixeira)

Um jardim harmonioso tem o poder de transformar a residência num espaço de relaxamento e contemplação. Esse foi o desejo dos moradores de um condomínio fechado em Cotia, um casal de empresários com três filhos pequenos, que buscava o conceito de viver bem, mesmo com a rotina corrida. Afinal, a cidade faz parte da região metropolitana de São Paulo. Especialmente para atender esse pedido, o paisagista Luciano Zanardo, do escritório Zanardo Paisagismo, planejou cuidadosamente um jardim tropical de estilo contemporâneo. Seu objetivo foi criar áreas de destaque, por meio de diferentes tipos de plantas, criando, assim, um contraste entre as paredes com cores mais neutras.


Fachada da residência com espécies como Agave Americana e Guaimbé.

A exuberância do jardim já começa a ser percebida logo na entrada da casa. No canteiro é possível ver algumas unidades de Agaves Americanas, com grandes folhas azuladas, que estão localizadas entre duas esferas de concreto. Outra planta que pode ser apreciada é o Guaimbé, que aparece ao lado da escada. No hall de entrada, há a presença do Capim do Texas Verde, que recebe os visitantes, além de um pergolado, que está coberto com a espécie conhecida popularmente como sapatinho de judia, que proporciona um lindo efeito visual.

Da esq. para a dir. Trio de Ravenalas de Madagascar garante a privacidade; Bromélias e Estrelítzias embelezam o visual próximo à piscina.

No jardim foram utilizadas várias plantas tropicais. Entre os destaques está o trio de Ravenalas de Madagascar, conhecida como a “Arvore do Viajante, que têm em média 3 metros de altura e folhas abertas em formato de leque. Além de valorizar o projeto, também garante privacidade à família, impedindo que os vizinhos possam visualizar a piscina.  O projeto paisagístico de Zanardo inclui também um canteiro com bromélias, além da ornamental Estrelítzia Branca. Uma alternativa interessante contribuiu para dar vida ao imenso muro da casa. A partir do plantio de grande quantidade da espécie Alpínia Variegata, criou-se uma fileira verde repleta de encanto.

Da esq. para a dir. Muro do jardim coberto de Alpínias; Espaço Gourmet com Bálsamo (vasos no chão) e Bromélias (em cima da mesa).

Por fim, uma charmosa área gourmet verde é responsável por eventos entre jardim e piscina, para que os moradores possam receber amigos e familiares, para refeições ou confraternizações. Assim, como nos demais espaços, há uma grande presença de plantas tais como o Bálsamo e as Bromélias.

Sobre Zanardo Paisagismo: Luciano Zanardo, que comanda a Zanardo Paisagismo, atua no mercado de paisagismo corporativo e residencial, cuidando pessoalmente de cada projeto, imprimindo seu toque em todas as suas obras. A paixão pelo paisagismo surgiu quando cursou Biologia em Bauru no interior de São Paulo. Já na capital paulista, estudou na Escola Panamericana de Artes e no IBRAP (Instituto Brasileiro de Paisagismo), onde aperfeiçoou seus conhecimentos na área. Atualmente, seu escritório conta com uma equipe altamente qualificada de profissionais e também parceiros nas áreas de arquitetura e design de interiores, oferecendo estrutura necessária para garantir a qualidade de cada projeto executado.

Zanardo Paisagismo
Tel. (11) 98888-6618
www.zanardopaisagismo.com.br
@zanardopaisagismo

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Designer de interiores Daiane Antinolfi elucida questões sobre o uso de quadros na decoração.

Queridos e super bem-vindos nos ambientes, é importante pensar no estilo e seguir algumas recomendações para a harmonia no décor.

Projeto: Daiane Antinolfi | Foto: Henrique Ribeiro

Paredes sem nada transmitem aquela sensação de vazio e a impressão de que falta algo para completar o espaço. A utilização de quadros faz toda a diferença no décor, já que ajuda na tarefa de refletir o estilo e personalidade do morador, além de transmitir versatilidade, pois pode compor todos os ambientes, desde projetos residenciais, corporativos e comerciais.

Para a designer de interiores Daiane Antinolfi, do escritório Daiane Antinolfi Arquitetura e Interiores, quadros dão a vida ao mesmo tempo que representa e caracteriza o ambiente. Pensando nisso, a profissional reuniu uma série de dicas para aplicar esse elemento tão querido na decoração. Confira:

1. Personalidade 


Antes de mais nada é necessário entender e analisar o estilo da decoração e o gosto do morador. Como o item pode ser transformado no ‘centro de interesse’ dentro do espaço, é importante que ele esteja em unidade com o restante do décor. “Quando temos um projeto mais clássico, obras tradicionais cabem como uma luva. No caso de ambientes neutros ou modernos, costumo indicar desenhos geométricos, paisagens e até mesmo até fotos inusitadas”, explica Daiane, que faz a curadoria das obras para seus clientes.

Quando já se tem um acervo de peças, a profissional recomenda a troca das molduras. Para inovar ainda mais, novos quadros podem ser adicionados, resultando em uma composição que faz muito bem para o projeto. 

 2. Onde colocar 

De acordo com Daiane, quadros podem ser utilizados em qualquer ambiente, desde salas de estar, jantar, dormitórios, banheiros e, até mesmo, aquele cantinho embaixo da escada. “Gosto muito também de aplicar obras em corredores, já que normalmente não contam com móveis, que atrapalham a circulação”, conta.


Para evitar furos na parede, a fita dupla face é uma boa opção. Todavia, deve ser desconsiderada para quadros compostos por molduras pesadas ou com vidro.

A profissional também diz que é possível expor quadros sem a necessidade de pendurar. “Peças apoiadas em móveis ou no piso permitem uma decoração moderna e sofisticada, além de não correr o risco de danificar a parede”, explica.

3. Posicionamento 


É importante pensar numa altura pré-estabelecida – normalmente de 1,60 m – contando do chão até o centro do quadro. “Esta medida não é obrigatória, mas indica uma posição correta para que a maioria das pessoas consiga apreciar a obra sem precisar movimentar muito a cabeça – nem para cima, nem para baixo”, ressalta.

A atenção com os móveis também é essencial. Se a peça for colocada na sala, deve-se respeitar, pelo menos, a distância de 25 cm acima do sofá. “A indicação vale também para camas, aparadores, e mesas de jantar. Em escadas, devemos acompanhar a inclinação”, lembra a designer de interiores. 

4. Gallery wall


Gallery wall é uma tendência que agrega uma mistura de quadros com molduras e tamanhos diversos. Para montar, Daiane sugere escolher bons elementos e estudar a proporção de medidas dos quadros que serão utilizados. A montagem pode seguir desde um padrão simétrico, espiral, um mix de variações de estilos de arte, alturas e até mesmo a mescla com outros objetos, como espelhos.

Daiane Antinolfi Arquitetura e Interiores
www.daianeantinolfi.com.br
@daianeantinolfi

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Estilo atemporal e sofisticado imprime essência do projeto de reforma realizada pelas profissionais do Estúdio Cipó.

A decisão pela segunda morada vem acompanhada pelos novos desejos – muitos deles frutos dos sonhos não realizados no primeiro projeto. Essa essência norteou o jovem casal quando escolheu o apartamento de 332m², localizado em Pinheiros, bairro da capital paulista. Além da amplitude da planta – que permite a oportunidade de receber amigos em casa –, a vista incrível para o skyline da cidade e a quadra de tênis – paixão do morador que foi transmitida também para a esposa – foram decisivos iniciar o projeto de uma nova etapa da vida a dois.

Integração de living e sala de jantar / Foto: Julia Ribeiro

Coube ao escritório Estúdio Cipó, da arquiteta Fernanda Angelo e a designer de interiores Elisa Meirelles, a responsabilidade de apurar os gostos e sonhos do casal para torná-los em realidade. Como conceito, um projeto de estilo atemporal e com toques de sofisticação. “Uma paleta de cores neutras, tons frios, um toque de cinza e tons escuros de madeira”, revela Fernanda.


O primeiro desafio foi entender a dinâmica dos moradores para transmiti-la no apartamento. Sendo assim, como criar um ambiente perfeito para um casal que ama receber os amigos e a família em casa? A solução foi buscar a integração dos espaços que compõem a área social. 

Ao entrar no imóvel, é possível perceber um padrão bem marcado. Logo na entrada, o painel em madeira Nogueira chama a atenção pela beleza de sua cor e a solução projetada pelo Estúdio Cipó, que escondeu as portas de entrada do lavabo e da cozinha em um formato em ‘Z’.


Living e sala de jantar seguem o conceito de integração e receberam um décor que traduz a personalidade dos moradores. No mobiliário, a combinação entre o clássico e o contemporâneo: o confortável sofá branco unifica-se com o tom escuro das poltronas estilo Luis XV e o cinza da banco de Jader Almeida. Para a mesa de centro, a arquiteta Fernanda elegeu o vidro apoiado em estrutura de ferro e realçada por objetos como o murano. O conjunto todo transmite a sensação de harmonia e bem-estar para os convidados recebidos pelos moradores.


Seguindo o equilíbrio simétrico concebido dentro de uma paleta de cores neutras, a mesa em vidro, acompanhada por oito cadeiras revestidas em tecido, foi a peça eleita e evidenciada pelo lustre de cristal. O painel de Nogueira estendeu-se para dar vida ao móvel projetado pelo Estúdio Cipó: a bancada revestida em mármore Nero Marquina recebe o bar e os armários na parte inferior abrigam as louças.


O cantinho da leitura, por sua vez, inclui uma belíssima poltrona de couro, posicionada com uma visão privilegiada para o living e jantar. Ao lado, a estante em madeira com nichos foi desenhada para organizar livros e objetos decorativos.

Como extensão do prazer de receber em casa, a varanda foi incorporada ao espaço social com o nivelamento do piso e a disposição dos caixilhos originais foi modificada na comparação com a planta original.  Despojado, o espaço gourmet recebeu uma churrasqueira com uma bancada em mármore negro. As banquetas com revestimento em palhinha permitem que os convidados possam participar do processo de preparação. Na continuidade, uma sala de almoço, com uma mesa redonda para seis lugares, foi trazida para recepcionar os descontraídos encontros nas refeições aos finais de semana.


Para curtir a vista que tanto encantou o casal, a sala de estar da varanda traz consigo a combinação de tons cinzas, presente no sofá e nas poltronas, com o ponto de cor dedicado para as tonalidades terrosas das almofadas. O design nacional marca presença com as poltronas Diz, do aclamado designer brasileiro Sergio Rodrigues, acompanhadas pela mesa de centro, em mármore esculpido, e desenhada pela arquiteta do Estúdio Cipó. Pensando nos dias frios, uma lareira foi posicionada para curtir o inverno na companhia de um bom vinho e boas conversas.


Com uma essência intimista, a sala de TV, separada do living por meio da porta de correr embutida no drywall, alçou o status de ambiente mais acolhedor do apartamento e tornou-se um dos ambientes prediletos da casa. No home theater, a marcenaria cinza recebe a TV e os equipamentos. O sofá ‘abraça’ os moradores quando decidem assistir seus filmes e séries preferidos. Foi aqui que o décor posicionou um dos móveis com memória afetiva: a poltrona preta, que pertencia ao avô do marido, e acompanha o casal desde o apartamento anterior.


Para a cozinha, o estilo atemporal trouxe cores neutras. Executada pela Ornare, a marcenaria trouxe móveis brancos e portas sem puxadores aparentes e a bancada, em granito preto absoluto segue o formato de ‘L’ em uma extensão que serve como apoio no preparo de alimentos e mesa para refeições rápidas.


No quarto do casal, elegância e elementos contemporâneos. Para compor estes efeitos, o papel de parede cinza e a cabeceira em madeira Pau Ferro foram os elementos principais. Ao lado da cama, dois criados-mudos espelhados ajudam a compor a mescla entre o moderno e sofisticado.

Um dos quartos existentes no projeto original foi incorporado para receber o closet do casal. No banheiro, o projeto preservou o revestimento original e evidenciou o mármore Carrara. A bancada com duas cubas é essencial para o dia a dia do casal.

Com um viés de tecnologia, o apartamento conta com projeto luminotécnico dimerizado e sistema de automação – tanto da luz, do som e de alguns equipamentos, trazendo mais facilidade no cotidiano.

Sobre o Estúdio Cipó: Inaugurado há dois anos, o Estúdio Cipó é fruto da parceria entre a arquiteta Fernanda Angelo e a designer de interiores Elisa Meirelles. Depois de seguirem trajetórias individuais, as profissionais reuniram suas expertises na produção de projetos de arquitetura e interiores, além de uma outra grande paixão: a produção do design de móveis, composto por peças modernas e funcionais executadas em madeira – matéria-prima considerada uma paixão por Fernanda e Elisa. À frente das etapas de projeto, planejamento e execução, a dupla busca na beleza da arte e arquitetura a inspiração e os elementos para compor os projetos residenciais que assinam. “A harmonia dos elementos atua diretamente na missão de transformar o morar e trazer felicidade na vida das pessoas. Isso nos motiva”, afirmam.

www.estudiocipo.com.br
@estudiocipo
Rua Piacá, 37  – Alto de Pinheiros – São Paulo – SP
Fone: (11) 3798-9148


terça-feira, 23 de julho de 2019

"Living Gourmet" de 95 m² marca a estreia do escritório WM Arquitetura na CASACOR SP 2019.

Um espaço amplo e arrojado, que imprime uma decoração moderna e atemporal, para receber com conforto e personalidade, são as principais características do projeto “Living Gourmet” de Anete Weber e Rafaella Marques, arquitetas/sócias do escritório WM Arquitetura, que participam pela primeira vez na CASACOR São Paulo 2019, mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas, no Jockey Club de São Paulo. 


Com 95 m², as profissionais optaram por desenvolver ambientes integrados com vista para o jardim, utilizando fechamento de vidros para uma conexão direta com o paisagismo externo, garantindo uma ótima iluminação natural. Para criar essa sensação, foi preciso construir uma estrutura do zero, pois o local designado para as arquitetas era completamente aberto. Diante de um espaço tombado, a solução da dupla foi usar uma obra limpa, com soluções que aliam praticidade e sustentabilidade para comtemplar quatro ambientes: hall, living, área gourmet e lounge, que se integram e transitam em perfeita harmonia quando a seleção de materiais naturais e nobres, em contraponto com as cores diferenciadas e criativas, entram em cena. O ambiente também ganhou características femininas, para homenagear as mulheres fortes e sua participação na sociedade, que se mostra através das telas, das cores, dos detalhes e traços.


A integração dos ambientes é unida por um piso único (modelo sustentável, da marca Lepri), sem desníveis, que confere amplitude e sofisticação ao local, assim como o forro de gesso na cor tubarão branco, que criou uma linguagem leve e atual.  Há também o glamour das luminárias decorativas, de design autoral, que foram pontuadas estrategicamente pela dupla para valorizar o ambiente. O destaque fica por conta do pendente Nonno da Bertolucci, criado exclusivamente para ocasiões importantes tais como, as exposições da Embaixada brasileira em Roma, Consulado brasileiro em Milão e agora na CASACOR SP. O espaço ainda recebeu um sistema de automação juntamente com áudio e vídeo, para valorizar a acústica e criar um clima acolhedor e sofisticado.


O quadro da Galeria Piantare em parceria com Izolag,  feito de musco natural, conduz à entrada principal e vai surpreender com beleza e criatividade. Do lado direito do hall, o local conta com o living, que privilegia a lareira com recorte conceitual, revestida em pedra natural (Dekton, da Cosentino), aliada ao painel da TV espelhado, que juntos criam um cenário elegante. Os móveis mesclam peças contemporâneas e vintages e foram fornecidos pela loja Dunelli.  Do lado esquerdo está a área gourmet, quem dá as boas-vindas é uma bancada funcional e escultural, feita em pedra natural (Dekton da Cosentino), que busca proporcionar uma experiência visual, com seu design e contraste de materiais e texturas. E por fim, um pequeno lounge de apoio a bancada gourmet, pensado para um bate papo informal, em conjunto com uma cozinha conceitual incrível, onde o ambiente foi camuflado entre volumes e painéis, deixando o local encantador.

Sobre a WM Arquitetura
http://wmarquitetura.com/wmarquitetura/
(11)3666-4923

Fundado em 2004 pelas arquitetas / sócias Rafaella Marques e Anete Weber, o escritório WM Arquitetura atua com projetos de arquitetura e decoração de interiores em vários segmentos, tais como residenciais, coorporativos e comerciais. Projetos que traduzem sentimentos e não estilos são a premissa básica do trabalho do escritório, que já realizou mais de 900 projetos personalizados, criando oásis particulares para cada cliente. Atualmente o escritório conta com uma equipe de arquitetas e funcionários que ajudam a realizar todos os sonhos dos clientes. Com a missão de evoluir sempre, aprendendo e compartilhando conhecimento, com o propósito de entender como as pessoas vivem, desenvolvendo projetos exclusivos para cada cliente.


sexta-feira, 19 de julho de 2019

Os melhores hotéis para a temporada de férias.

Estamos em temporada de férias por aqui e uma das melhores coisas neste período é aproveitar uma cidade, um bom hotel e fazer bons passeios pela região. Nada como uma boa viagem para desestressar e ver lindas paisagens. Pensando nisso, aqui temos as boas opções de viagens com hospedagens em locais paradisíacos por quase todo o mundo. Vamos lá?

Casa de Uco Vineyards & Wine (Mendoza)

Localizada no Sudoeste de Mendoza, em um verdadeiro paraíso e onde é cultivada a melhor uva Malbec do mundo, a Casa de Uco é perfeita para quem quer apreciar um vinho excelente e ainda desfrutar de paisagens exuberantes – são 320 hectares ladeados pela majestosa Cordilheira dos Andes. O projeto arquitetônico foi totalmente desenvolvido visando a conservação ambiental, com painéis solares, cultivo de orgânicos e reciclagem. O Hotel-vinícola começou a exportar seus rótulos para o Brasil no próximo mês. Por isso, inclusive, o seu dono Juan Tonconogy, virá para cá em agosto.


Alto Atacama (San Pedro de Atacama)



Com arquitetura e decoração primorosas que se misturam à paisagem, esse resort é um oásis em meio ao deserto. Tudo lá foi pensado para harmonizar e impactar minimamente a região, famosa por ter o céu mais limpo do mundo: a iluminação não concorre com as estrelas, a sustentabilidade domina todas as práticas e a cultura local é preservada por meio dos funcionários nativos. Requinte com responsabilidade.

GoldenEye

O hotel está construindo novas estruturas, reformando o spa até novembro. Além disso, ele recebeu, em abril a festa de Premiere do novo filme do 007 com todo o Red Carpet - por se tratar do antigo refúgio do autor de James Bond. GoldenEye (Oracabessa).


O conjunto de vilas de Chris Blackwell – empresário visionário que descobriu Bob Marley guarda muitas histórias inusitadas, como a de que foi lá onde o escritor Ian Fleming criou o famoso personagem James Bond. A propriedade foi considerada Melhor Villa de Luxo pelo World Travel Awards 2014, prêmio que já reconheceu a Jamaica como Destination Wedding.

Lotte New York Palace

O hotel foi eleito um dos Top 15 Hotéis de NY pela Travel + Leisure em 2019. The Towers at LOTTE New York Palace (Nova York).



No coração de Manhattan, em plena Madison Avenue, o lendário hotel de luxo passou por uma transformação completa e agora oferece modernos ambientes e quartos, além de todo um novo espaço: The Towers, composto por acomodações exclusivas que estão entre as maiores e mais completas da cidade, com vistas de tirar o fôlego.

EAST MIAMI

O hotel, que possui um rooftop premiado, com  um exclusivo cardápio de drinques. O Sugar renovou sua carta e conta com 12 opções de coquetéis exóticos e incríveis. 


Trata-se do primeiro projeto hoteleiro do grupo chinês e britânico Swire Hotels nos EUA, uma aposta bilionária na promissora e cosmopolita Brickell City Centre. O empreendimento engloba duas torres comerciais, um shopping e o hotel EAST, Miami. Um dos destaques é o restaurante Quinto La Huella, do chef Alejandro Morales – também proprietário do Parador de La Huella, eleito o #11 melhor restaurante da América Latina pela The 50 Best Restaurants.

Sublime Comporta

Até o final de setembro, o restaurante sazonal Tasca da Comporta está aberto. Por lá estão servidas refeições mais leves, os famosos petiscos portugueses e as saborosas ostras do Sado acompanhadas de uma taça de Champanhe bem fresquinha. A cerca de uma hora de Lisboa, em lugar encantado rodeado por pinheiros, lagoas secretas, dunas selvagens, arrozais extensos e quilômetros de praias da costa Atlântica. 




O hotel é um ótimo refúgio para quem quer conhecer uma Portugal diferente, onde o tempo para e as energias são renovadas.

La Reserve

O grupo idealizado por Michel Reybier é impecável e a unidade de Paris acaba de ganhar uma das premiações mais relevantes do World's Best Awards 2019, da Travel + Leisure. Foi eleito em três categorias: 2º melhor hotel urbano da Europa, 55º melhor hotel do mundo e o 1º melhor hotel urbano de Paris. 



O grupo La Réserve foi criado por Michel Reybier, que sempre teve o desejo de administrar um portfólio de propriedades extremamente exclusivas e que oferecesse aos hóspedes a sensação de serem recebidos em casa. Em Paris, o prédio que o hotel ocupa é do século XIX e possui 26 suítes e 14 quartos. Destaque para a piscina interna, muito rara em Paris. 



O restaurante Le Gabriel recebeu 2 estrelas do Guia Michelin de 2016 e apresenta uma real cozinha francesa contemporânea. Eleito em três categorias do World’s Best Awards 2019, premiação da Travel + Leisure: 2o melhor hotel urbano da Europa, 55o melhor hotel do mundo e o melhor hotel urbano de Paris. 

La Réserve Hotel, SPA & Villas (Ramatuelle)

São 9 quartos e 19 suítes projetadas pelo arquiteto Jean-Michel Wilmotte, além de 14 villas decoradas pelo designer de interiores Rémi Tessier – todas com vista incrível para o mar Mediterrâneo. A 5 minutos de carro de St Tropez, é a opção mais elegante para quem quer visitar a região. 


 

Possui o restaurante La Voile, dono de uma estrela Michelin e comandado pelo também estrelado chef Eric Canino, que reinterpreta a culinária mediterrânea de maneira light e balanceada, utilizando a maioria das frutas e verduras colhidas diretamente no jardim do hotel e produtos de pequenos produtores locais. 

Boas férias!!