segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Por dentro de um sofá Paschoal Ambrosio: Conheça os diferenciais de um ateliê de alta costura para estofados

Com sete décadas de tradição na confecção de estofados de qualidade, a Paschoal Ambrosio explica quais são os benefícios de escolher um sofá “sob medida”Projeto contemporâneo e repleto de conforto do escritório Zize Zink Arquitetura, com sofá modular da Paschoal Ambrosio.

(Crédito da Imagem: Cacá Bratke).

Hoje em dia é cada vez maior a procura por móveis exclusivos e de personalidade, que atendam às necessidades específicas de cada cliente ou projeto, na contramão das padronagens industriais. Por isso, nada melhor que receber orientações de uma empresa de tapeçaria artesanal, com expertise desde 1947, para contribuir na escolha do modelo perfeito. A Paschoal Ambrosio, que representa a alta costura do décor, revela como o seu processo de fabricação pode fazer totalmente a diferença na vida das pessoas.

Modelos de sofás da Paschoal Ambrosio - Do clássico ao contemporâneo

Cuidado em cada detalhe

A família Ambrosio, que já está em sua terceira geração, ficou conhecida pela excelência na fabricação de estofados. O segredo do sucesso durante tantos anos está exatamente no cuidado máximo em cada detalhe, como a utilização de madeiras de primeira linha, tratadas e certificadas na estrutura; plumas de ganso esterilizadas nos enchimentos; grande variedade de tecidos; além de espumas de boa procedência com diferentes densidades. E, o melhor: tudo isso passado de geração em geração e, também, ensinado por funcionários antigos.

Modelos Atemporais

A moda e o décor são dinâmicos e vivem de tendências que vem e vão. Ótimos exemplos são os modelos de sofás mais arredondados, com tecidos como veludo e shantung, febre nos anos 50, e voltaram com tudo nos últimos tempos. Sendo assim, o gosto pessoal de cada pessoa tem que prevalecer e a empresa precisa estar preparada para receber todos os tipos de pedidos – dos clássicos aos contemporâneos. Portanto, na Paschoal Ambrosio, as peças tornam-se atemporais, pois quem faz a moda é o cliente.


Da esq. Para a dir. Sofás arredondados, tendência dos anos 50 que voltou à decoração; e estofados retos e modulares, mais contemporâneos; cada um com seu charme
 
Formas e Medidas Diferenciadas

Cada pessoa tem sua particularidade em relação à altura, peso, faixa etária, questões de saúde e ergonomia, o que requer uma atenção especial. Nesse sentido, o cliente poderá ficar despreocupado na Paschoal Ambrosio, pois terá um estofado com comprimento, altura e densidade de acordo com suas reais necessidades, ou seja, sob medida. Materiais como molas, percintas e espumas são usadas e trabalhadas com muito zelo.

Acompanhamento

Logo que um novo cliente chega, a equipe da Paschoal Ambrosio faz uma série de perguntas com o intuito de conhecer os gostos e necessidades pessoais. Depois disso, graças à tecnologia, é possível acompanhar o passo a passo do processo de fabricação do estofado. E, por fim, realizar os últimos testes antes do tecido ser aplicado (momento em que a peça está apenas revestida com a espuma), para ter a certeza de que o resultado final será satisfatório. Ainda tem mais: A Paschoal Ambrosio também realiza pequenos consertos e manutenções, para que a peça possa durar a vida toda.

Olho no olho

A proximidade nas relações é uma das características mais importantes da empresa, fato que faz muita gente voltar, pois teve um serviço de qualidade aliado à atenção de toda a equipe. Isso pode ser comprovado com muitas histórias de clientes, que fazem questão de dar um abraço na família Ambrosio, sempre que passam nas proximidades do ateliê, no bairro do Bexiga.

Filosofia

“A produção artesanal tem o dom de criar peças únicas e especiais. Afinal, o que pode ser belo e confortável para uma pessoa, pode não ser para a outra. Neste ateliê de alta costura dos estofados, nós conseguimos concretizar o sonho de forma individual”, afirma Luiz Ambrosio.

Sobre a empresa Paschoal Ambrosio

Criada pelo italiano Paschoal Ambrosio, no ano de 1947, o diferencial da marca consiste no serviço premium que oferece, ou seja, na construção de móveis estofados feitos sob medida, uma “tapeçaria boutique” que prima pela qualidade e experiência do cliente. Entre as peças confeccionadas estão sofás, poltronas, cadeiras, pufes, cabeceiras e chaises, em que há enorme cuidado com os detalhes e os acabamentos.

O ateliê, no coração do bairro do Bixiga, atravessou gerações, se modernizou e seguiu as tendências do mercado, sem nunca esquecer da sua essência. Fiori, filho de Paschoal, herdou o talento do pai e deu prosseguimento ao trabalho com excelência. Os netos Camila e Luiz Ambrosio, que hoje lideram a empresa, têm a missão de levar o DNA de sucesso para as próximas décadas.

Serviço:
Paschoal Ambrosio
Rua Major Diogo, 751, Bela Vista – São Paulo
Telefone: 11 3105 6639
www.paschoalambrosio.com.br
@paschoal_ambrosio

Blogger Tricks

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Pietro Terlizzi ressalta a importância de entender as etapas de um projeto de arquitetura.

Desde a primeira conversa com o cliente até o projeto executivo, o trabalho do profissional de arquitetura passa por diversas fases.

Projeto: Pietro Terlizzi Arquitetura. 

Quando o morador contrata um arquiteto, nem sempre ele conhece todos os processos que um projeto de arquitetura envolve. Desde a primeira conversa com o cliente até o projeto executivo, o trabalho do profissional passa por diversas etapas. O arquiteto Pietro Terlizzi, à frente do escritório que leva seu nome, esmiúça os sete passos de um projeto de arquitetura.

1. Briefing

A primeira etapa de um projeto de arquitetura ou de interiores é uma entrevista com o cliente, a partir da qual se estabelece o programa de necessidades, ou briefing. Nesse momento inicial, o arquiteto reúne o maior número de informações possível sobre as expectativas do contratante e o que ele precisa, como a quantidade de ambientes e o número de pessoas que vão usar o espaço. O briefing também é importante para fechar o contrato com os valores e prazos de duração do projeto.

2. Estudo do local

A seguir, o arquiteto faz um levantamento de dados, como metragem, níveis, condições topográficas e ambientais, para verificar se o terreno está apto a receber a construção. Nas visitas ao local, o profissional também estuda a orientação solar para garantir o conforto térmico da obra, definir aberturas como portas e janelas, e a posição da piscina, por exemplo. No caso de edificações prontas, essa etapa permite avaliar características gerais da rua e dos imóveis vizinhos.


3. Estudo de viabilidade

O passo seguinte é o estudo de viabilidade, em que o arquiteto analisa se o projeto ficará de acordo com o Plano Diretor e o Código de Obras da Cidade.

“Para a construção do zero, é necessário o levantamento topográfico do terreno, orientação solar, além de coleta de dados e das diretrizes da Prefeitura, para então começar os desenhos de projeto”, resume o arquiteto Pietro Terlizzi.

4. Estudo preliminar

Nessa fase, o projeto começa de fato a ganhar forma. Croquis, plantas baixas, imagens 3D e outras representações da construção nascem no estudo preliminar. “Na apresentação das imagens em 3D, o cliente já consegue visualizar como o projeto ficará na íntegra”, conta o profissional.

5. Anteprojeto

O anteprojeto é uma etapa de aprofundamento, em que o profissional define aspectos mais técnicos da obra para assegurar um bom projeto executivo, que é a última fase.

6. Projeto legal

É o projeto de aprovação enviado à Prefeitura para avaliar se está de acordo com as normas do município e para que a construção seja autorizada. Reformas de interior de apartamentos, casas ou lojas, por exemplo, não necessitam de aprovação da Prefeitura.

No caso de apartamentos, contudo, é preciso ter a validação do condomínio. “A reforma em apartamentos leva em consideração as plantas originais da construtora. Além disso, é preciso avaliar junto ao condomínio as permissões previstas em assembleias condominiais para fechamento de varanda e alteração de fachada, por exemplo”, esclarece o arquiteto.

7. Projeto executivo

“A partir disso, seguimos as mesmas etapas tanto para um projeto de arquitetura quanto para um de interiores, com os projetos de civil (elétrica, hidráulica, forro, luminotécnica, gás e dutos de ar condicionado), especificação de revestimentos e pintura, projetos de marcenaria, marmoraria, e todos os detalhamentos que forem necessários para compor o projeto”, explica Pietro.

O projeto executivo, que é o projeto “final”, reúne as plantas que vão para o canteiro de obras, além de todas as especificações e documentos necessários para iniciar a obra. Nele, o arquiteto detalha os materiais, medidas, pontos de hidráulica e de iluminação, como um guia para quem vai executar o projeto. Muitos escritórios de arquitetura também oferecem o serviço de acompanhamento de obras, dando suporte ao cliente em todo o processo.

Essas sete etapas de um projeto de arquitetura são o padrão, mas podem variar dependendo do tipo do projeto e do cronograma de trabalho de cada escritório ou profissional. “No nosso escritório, em obras de apartamentos, costumamos seguir os seguintes passos: entrevista com o cliente, estudo preliminar, produção de imagens em 3D, projetos de execução, obra e decoração”, exemplifica Pietro.

Sobre Pietro Terlizzi

Formado pela FAU Mackenzie em 2009, foi sócio da Arch Stage Projetos por sete anos. O arquiteto abriu seu próprio escritório Pietro Terlizzi Arquitetura e Design em 2016, onde atua em todas as etapas do projeto, desde a elaboração do conceito à execução da obra. Com pouco mais de três anos de história, o escritório assina mais de 30 projetos, entre residências, escritórios e estabelecimentos comerciais, marcados por um estilo moderno, pela presença de materiais rústicos e pela combinação de paletas neutras com toques vibrantes de cor.

Pietro Terlizzi Arquitetura e Design
pietroterlizzi.com.br
@pietro_terlizzi_arquitetura

terça-feira, 26 de novembro de 2019

5 projetos com peças personalizadas para se inspirar.

As arquitetas Carina e Ieda Korman dão exemplos de quando usar móveis, tapetes e luminárias sob medida.

Peças personalizadas têm o potencial de tornar um ambiente único. Além disso, elas podem ser recursos para resolver questões de medidas e necessidades específicas de um projeto. Não só móveis, mas também tapetes e luminárias podem ser customizados sob medida.

Criar peças exclusivas para os projetos já se tornou uma das características do escritório Korman Arquitetos. “Sempre gostamos de incluir móveis e objetos personalizados nas propostas para os clientes. Essas peças dão um diferencial a cada projeto”, conta a arquiteta Carina Korman. “Em algumas situações é necessário desenhar esses itens, por não encontrarmos no tamanho ou do estilo que queremos”, continua.

A grande vantagem de personalizar é que a peça fica exatamente com as medidas e com o design imaginados, além de aproveitar melhor a área disponível do ambiente. Em relação ao custo, varia muito de acordo com cada objeto. “Algumas saem mais caras, outras mais baratas do que um item pronto. Depende muito dos acabamentos que escolhemos”, explica a arquiteta.

Veja cinco projetos inspiradores do Korman Arquitetos com peças sob medida:

Ergonomia e elegância

Projeto: Korman Arquitetos | Foto: Gui Morelli

Os sofás desta sala de estar foram projetados pelo escritório com maior profundidade, de 1,20 m. O objetivo foi oferecer mais conforto e ergonomia para a família, já que todas as pessoas são altas. “Queríamos abajures que partissem do teto e fossem bem elegantes, por isso também desenhamos as cúpulas com cristais de murano”, lembra Carina.

Toque rústico

Projeto: Korman Arquitetos | Foto: Gui Morelli

Para a área gourmet na varanda, as arquitetas Carina e Ieda Korman queriam uma peça moderna e que ao mesmo tempo tivesse um elemento rústico. Elas desenharam o móvel com um design leve e tampo branco, apoiado no tronco de madeira.

Feita para caber

Projeto: Korman Arquitetos | Foto: Gui Morelli

Apesar de espaçosa, a sala de estar é estreita e a arquiteta Ieda Korman não encontrou uma mesa de centro pronta que funcionasse bem no espaço. Ela criou o design do móvel especialmente para o ambiente, em acrílico e madeira, medindo 1,80 m x 0,50 m. “A base transparente dá a impressão de que o tronco está flutuando”, comenta Ieda.

Estampas orgânicas

Projeto: Korman Arquitetos | Foto: Gui Morelli

Este projeto pedia um tapete bem grande para unir os dois ambientes da sala de estar. Os desenhos orgânicos nos tons de marrom e bege, que as arquitetas desenvolveram para a peça, cumprem essa função. “Adoramos criar estampas diferentes para tapetes. São peças que chamam bastante atenção e podem mudar completamente um espaço”, diz Carina.

Dois em um

Projeto: Korman Arquitetos | Foto: Gui Morelli

A luminária ficaria posicionada sobre o espelho do banheiro, então as arquitetas não queriam que uma segunda peça também fosse instalada ali. “Desenhamos a arandela com toalheiro, pois sentíamos falta de uma peça com essas duas utilidades. Acabou ficando super charmoso”, explica Carina. 

Sobre a Korman Arquitetos

Korman Arquitetos é mais que um escritório. Representa a geração de arquitetos que levam a marca dos projetos assinados há mais de 35 anos. Formado pelo casal Silvio e Ieda Korman, hoje tem na equipe a força de Carina Korman e, em equipe, assinam projetos residenciais, comerciais e de hotelaria – tanto no Brasil, como também no exterior.
Korman Arquitetos
Rua Groelândia, 1877, Jardim América, São Paulo
Tel.: (11) 3060-8313
www.kormanarquitetos.com.br
@kormanarquitetos

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Galeria MH8Arte apresenta exposição “Acromático”, que transmite a beleza da ausência de cor em quadros, fotos e esculturas.

A galeria MH8Arte traz 12 artistas versáteis em uma exposição harmônica e encantadora.

Exposição “Acromático”/Galeria: MH8Arte/Foto: FotoEstúdio360

Procurando a beleza no preto e branco, a galeria MH8ARTE, localizada no Jardim Paulista, na capital paulista, reuniu artistas de vários segmentos para montar a exposição coletiva “Acromático”, que segue exposta até o dia 1 de novembro. Acostumada a trabalhar em um modelo mais intimista, com obras encomendadas por arquitetos e designers, o local abre suas portas, pela primeira vez, para receber os admiradores da arte.


O acervo surpreende do início ao fim nos mínimos detalhes. Fotografias, pinturas, colagens, esculturas e gravuras foram cuidadosamente colocadas pelos ambientes da galeria. Logo na entrada, os visitantes poderão apreciar obras de estilos diferentes que carregam o mistério do lúdico.

Com a curadoria de Maria Helena Souza Ferreira, proprietária da MH8ARTE, nomes como Anne Lopes, Arnaldo Battaglini, Fernanda Naman, Grazielle Azevedo, Hércules Barsotti, José Munhoz, Luiz Martins, Nazareno, Nicole Wells, Rita Lessa, Tito Ferrara, Tito Khzouz, permeiam sua criatividade passando por técnicas como a de desenhos concretos até a expressão de formas abstratas. Todas exploram um ponto em comum: a ausência de cor. Assim, aqueles que quiserem se aventurar nesse universo mágico, descobrirão o encanto da arte em preto e branco.

O grafite no jardim, que transformou a MH8ARTE como parte da exposição, chama a atenção. Criado pelo artista plástico brasileiro Alemão, internacionalmente conhecido, é uma intervenção na parede do espaço que deu um toque descontraído. Brincando com os formatos, ele compôs e integrou com os demais elementos.

Alguns quadros, entretanto, tem permissão para sair da proposta da mostra. Esse é o caso do “Entre amor e sonhos” de Tito Ferrara. Nele, um rosto expressivo estampa a grande tela. Por cima da pintura foram aplicados sprays nas cores dourado e azul, dando vida ao retrato. Misturando referências modernas, a obra combina com decorações descoladas e artísticas.

Quadro: “Entre amor e sonhos” /Artista: Tito Ferrara/Foto: FotoEstúdio360

Do outro lado, um novo ponto com tonalidades douradas. O quadro “Golden Tones”, pintado por Nicole Wells, traz uma foto simples e marcante. Ao entrar nessa primeira sala, fica impossível não ser atraído por essas duas imagens: uma de frente para a outra, as posições conversam entre si de forma agradável.

O “Acromático” volta nas demais artes. Uma tela preta recebe a silhueta em branco de uma cidade. Prédios de diversos tamanhos iluminam o fundo neutro da obra pintada por Anne Lopes. Parar por alguns minutos para observar os mínimos detalhes, das janelas, portas, antenas até as sombras é imprescindível. Ao lado de fotografias tiradas de São Paulo por Tito Khzouz, a poesia está completa.

Quadros de Anne Lopes e Tito Khzouz/Foto: FotoEstúdio360

Depois de visitar todos os espaços da galeria, os interessados poderão adquirir as obras para decorarem suas casas, apartamentos ou comércios. Seguindo os 17 anos de tradição, a MH8ARTE disponibiliza os quadros para compor o décor das áreas comuns ou de cômodos íntimos.

Serviço: Exposição “Acromático”

Data:
Horário: segunda-feira a sexta-feira das 9h às 19h
Sábado: agendar horários
Endereço: Rua Estados Unidos, 180, Jardim América
São Paulo, SP

Sobre:

A MH8ARTE está no mercado há 17 anos fornecendo telas, gravuras, quadros, acrílicos, espelhos, fotografias, esculturas gigantografias, metacrilatos, para hotéis, hospitais, casas, apartamentos, entre outros empreendimentos. Arquitetos, designers e construtoras, que procuram incluir um toque artístico em seus projetos, encomendam as ideias para a galeria. Após capturar a essência da obra, a galeria monta a arte perfeita com criatividade e elegância. Depois de pronta, a entrega é feita por todo o Brasil. Buscando excelência no ramo, a MH8ARTE se enquadra em todos os tipos de projetos.

Serviço:
Instagram: @mh8arte
Facebook: fb/mh8arte
www.mh8arte.com.br
(11) 98187-7744

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Como montar um closet bem organizado?

Closet utiliza os padrões Bark e Gris, da Criare. A maioria das pessoas já passou pelo pesadelo de ficar horas procurando o que vestir, sem encontrar nada em meio as roupas. Apesar de comum, muitas vezes esse problema não está relacionado com a falta de opções, mas sim, devido à má organização das peças e disposição dos móveis, o que dificulta uma visualização completa do que se tem.


Com a rotina cada vez mais corrida, investir em um closet que, além de conferir sofisticação ao ambiente, seja prático e moldado de acordo com as necessidades individuais é essencial. Pensando nisso, a Criare – empresa que há 16 anos oferece soluções em móveis planejados para atender os mais variados estilos – separou 5 dicas fundamentais para serem aplicadas na hora de organizar e projetar um closet. Confira:

Avalie suas necessidades

Os hábitos devem ser levados em conta na hora de montar e organizar o closet. O projeto ideal é aquele que atende às necessidades do morador e, para isso, é importante analisar o que é utilizado com mais frequência para acomodar em uma parte mais acessível do armário, ao alcance das mãos e olhos. Então, é fundamental projetar a disposição das peças de acordo com a rotina do usuário.

Luzes internas nos armários

Uma ótima ideia para as áreas mais baixas dos armários, que às vezes recebem menos luz, é utilizar lâmpadas internas. Assim, luzes que acendem automaticamente ao abrir a porta, facilitarão a visualização das peças armazenadas na parte inferior do móvel. Além disso, locais que tenham maior quantidade de objetos podem demandar maior destaque de luminosidade.

Espelho é essencial

Ao projetar um closet é essencial pensar em otimizar ao máximo o aproveitamento do espaço, uma ótima aposta pode ser optar pelo uso de espelhos nas portas de correr. Além de conferir amplitude ao ambiente e ajudar na iluminação, os espelhos nas portas tornam-se mais versáteis deslizando pelos trilhos.

Separe a sapataria do restante das roupas

É muito importante destinar uma divisória apenas para os calçados, além de facilitar a organização, esse dimensionamento também evita o contato das outras peças com a sapataria, impedindo que as roupas peguem odor.

Explore a ventilação natural

A ventilação no cômodo evita que as roupas fiquem com cheiro de guardadas ou mofem. Para isso, aposte em closets do estilo aberto, que permitem o contato do ar com as roupas, além de explorar o uso dos cabides para organizar as peças em ambientes mais altos.

CRIARE
www.criare.com

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

É primavera! Mudança de estação é um convite para renovar o astral da casa para esse período.

Profissionais do arqdecor explicam que pequenas mudanças, como a troca da capa de almofadas e outros pequenos itens do lar, são capazes de trazer a energia e a explosão de alegria da nova estação.

Projeto de Cristiane Schiavoni | Foto: Carlos Piratininga

Cores, flores e dias ensolarados. A primavera chega com o seu frescor e alegria nas ruas que ficam mais delicadas e coloridas com seus Ipês brancos e amarelos. Dentro de casa, vale apostar em pequenas mudanças para que o astral da estação também contagie a decoração e a energia do seu lar. Se você não sabe como fazer, não se preocupe: inspirados na nova estação, um time de profissionais: Cristiane Schiavoni, à frente do escritório que leva seu nome, Cris Paola, do Studio Cris Paola e Danielle Dantas e Paula Passos do escritório Dantas & Passos Arquitetura, compartilham suas experiências sobre como deixar o décor com o clima primaveril.

Quando se fala em decorar a casa para uma determinada estação do ano, vale ressaltar que não é necessário modificar a infraestrutura com quebra-quebra, mas sim trocar ou modificar objetos e até mesmo mudar a cor da parede de algum ambiente. Como a primavera tem uma maior incidência de sol, é preciso buscar materiais mais frescos e leves para deixar a casa bem fresquinha. Acompanhe as dicas a seguir:

1 - Guarde peças e objeto com texturas pesadas:

Chegou a hora de guardar todas as peças quentinhas que foram usadas no inverno, como mantas e tapetes. Para que esses itens se mantenham conservados e organizados até o próximo ano, a dica da arquiteta Cris Paola é embalar. “Use sacos a vácuo, pois são perfeitos para economizar espaço nos armários, organizar e proteger as peças do pó”, ressalta.

No mercado pode ser encontrado dois tipos de sacos: aqueles que demandam o auxílio de um aspirador ou a versão que remove o ar com as próprias mãos. “Ambos são ótimos para que o tamanho das peças, como cobertores volumosos, sejam reduzidos, acrescenta Cris Paola.

Projeto: Dantas & Passos Arquitetura Foto: Maura Mello 

Já a arquiteta Cristiane Schiavoni aconselha substituir tapetes grossos, como os produzidos em lã, por materiais como linho ou de corda. Ela ainda explica que, caso o morador prefira retirar o tapete, a substituição pode ser feitas por almofadas, que tornam a casa mais despojada e iluminada. Nas paredes, ela também acrescenta que as cortinas podem ser igualmente trocadas por modelos com materiais mais leves como voil, linho, seda, gaze de linho, organdi ou materiais sintéticos. “Nessa época, as cortinas são essenciais para salas e dormitórios”, arremata Cristiane.

2- Cores da estação:Projeto: Dantas & Passos Arquitetura Foto: Maura Mello

A primavera é a estação do ano que permite e preza pela mistura de cores quentes e tons mais abertos são sempre tendência. “Em especial, nesse ano notei que todas as marcas presentes em feiras e eventos do mercado de decoração seguiram uma tendência pautada em tons pastel”, lembra Danielle Dantas, do escritório Dantas & Passos Arquitetura.

“Se pudéssemos apostar em uma cor para essa estação seria o verde, não somente nas plantas, como também em detalhes como capas das almofadas e tecidos, por exemplo,”, complementa Paula, arquiteta e sócia de Danielle.

A dupla é unânime em ressaltar que a paleta pastel consegue renovar as energias e combina muito bem com cores terrosas, que vão desde os alaranjados até os amarelos, em versões mais queimadas.

3 – Conexão com a natureza:

Projeto: Cristiane Schiavoni Foto: Carlos Piratininga

Trazer o verde natural é uma das formas de oferecer alegria para dentro de casa. Muito além dos arranjos florais, quem tem apreço por plantas pode eleger a época como o momento de realizar o sonho de aprender a cuidar e viver o dia a dia de regas e contemplação em locais da residência como a varanda.

Não pense que somente pessoas especialistas em plantas podem cultivá-las dentro de casa, basta um pouco de pesquisa e dedicação. “Todo mundo pode criar uma conexão com a natureza dentro de casa, varanda ou quintal. Basta procurar as espécies e tamanhos que combinem com o tamanho do espaço e a funcionalidade que desejar conceder para cada uma”, diz Cris Paola, do Studio Cris Paola.

A arquiteta, que também é especialista em Feng Shui, ainda revela que as plantas e flores são conhecidas como os melhores elementos para a correção de energia em um ambiente. Por isso, um caminho é apostar em plantas aromáticas, frutíferas, rosas do deserto ou arranjo de flores com espécies como lírios,por exemplo.

4- Iluminação decorativa

O loft com estilo industrial e base clara, assinado pela arquiteta Carina Korman, do escritório Korman Arquitetos, ganhou plantinhas com vasinhos bem modernos e, ao lado, um letreiro de neon. Um toque sutil para combinar com a nova estação. 

Foto: JP Image

Apesar de ser a época de maior incidência de sol e bacana para aproveitar a iluminação natural, as arquitetas do Danielle e Paula ainda indicam o uso de frases com neon fluorescente, muito usado na década de 1980, mas que está super em alta. “Além de trazer um toque divertido para a decoração, o objeto ainda ajuda a iluminar o ambiente de uma forma indireta, sem esquentar”, indica.

Sobre o Studio Cris Paola: É comandado por Cris Paola, formada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, e com 30 anos de experiência em arquitetura e design de interiores. Criativa, Cris personaliza cada projeto de acordo com as necessidades do cliente e, para isso, mergulha no universo de cada um. O resultado são ambientes harmoniosos, aconchegantes e repletos de estilo.

Com atuação em São Paulo, Rio de Janeiro e Miami, a profissional dispõe de um vasto portfólio que mescla projetos de áreas comerciais como restaurantes, bares, cafeterias, consultórios, clínicas, escritórios, showrooms e representações de multinacionais no Brasil e espaços residenciais – casas e apartamentos urbanos, campo e praia. Está à frente do escritório que leva seu nome, o Studio Cris Paola, no qual coordena da concepção do projeto até a execução da obra e todos os detalhes da decoração de interiores. Sua equipe é formada por profissionais multidisciplinares que atendem com dedicação e criatividade aos anseios e desejos de cada cliente. Oferece ainda a possibilidade de criar móveis exclusivos e desenhados sob medida.

Responsabilidade ambiental, cores usadas com maestria e reaproveitamento de peças existentes no projeto são marcas registradas do escritório. Sempre antenada ao universo do design, moda, arquitetura e decoração, Cris Paola é autora do blog Mil Ideias por Metro Quadrado, onde compartilha ideias, tendências e dicas.

www.studiocrispaola.com.br
Blog – www.milideiaspormetroquadrado.com.br
@studiocrispaola e @milideiaspormetroquadrado
Tel. (11) 3071-2888, São Paulo

Sobre a Dantas & Passos Arquitetura: A Dantas & Passos Arquitetura desenvolve projetos de arquitetura e design de interiores para os segmentos residencial e comercial. Atuando no mercado desde 1996, as arquitetas Danielle Dantas e Paula Passos valorizam os projetos que os clientes possam realmente aproveitá-los. Cores neutras e atemporais fazem parte da essência da dupla, que tem um vasto portfólio nas cidades de São Paulo, interior e Miami. “Buscamos sempre pensar em soluções exclusivas e feitas sob medida para cada cliente, sempre respeitando os sonhos de cada um. Participamos pessoalmente de todas as etapas do projeto, desde a criação até os objetos de decoração.”

Dantas & Passos Arquitetura
@dantaspassos.arquitetura