segunda-feira, 12 de novembro de 2012

A Polêmica Dieta Dukan.

Olá!!!

Quer um dia melhor para falar de regime, livro de regime e coisas do gênero do que segunda-feira? É o dia oficial de início de regime, principalmente para moças como eu (um ótimo exemplo), pois não tenho a menor dor na consciência de comer muito bem no fim de semana, a dor vem depois, durante a semana ao subir na balança. Haha

Sempre temos aquelas "dietas da moda", e a deste momento é a polêmica dieta Dukan que está bombando na Europa há um certo tempo, com a publicação do livro "Eu Não Consigo Emagrecer" escrito pelo médico e nutrólogo Pierre Dukan.
 

Uma das adeptas mais famosas do seu método foi Kate Middleton (que literalmente "secou").




A dieta francesa de Dukan promete emagrecimento e ainda, manutenção do peso por toda a vida. Sonho!!!

Sou meio desconfiada quando se trata dessas dietas da moda, pois acredito que existe um regime, uma alimentação certa para cada um, o qual somente um bom acompanhamento médico pode trazer. Mas  por curiosidade (apenas isso), após ver uma amiga secar, não resisti e comprei o livro (R$ 29,90). 

Como funciona:

O programa possui quatro fases:

1ª Fase (ataque): Descrito no livro como curto e fulminante, nessa fase, que pode durar de cinco a dez dias, só podem ser ingeridas proteínas, como carnes magras (peixe e frango), além de porções moderadas de ovo, queijo, iogurte 0% gordura e e leite desnatado. E ainda a "prescrição" de uma caminhada diária de cerca de 20 minutos.

Você pode escolher o quanto pretende emagrecer, de 5 a 20 kg. 

2ª Fase: Chamada pelo médico como fase Cruzeiro, são introduzidos legumes e verduras no cardápio. A pessoa deve alternar um dia à base de proteínas e outro com legumes e verduras à vontade (sem batata ou aipim). E também caminhar durante 30 minutos.

3ª Fase (Consolidação): O objetivo dessa etapa é manter o peso. A pessoa deve seguir dez dias do regime para cada quilo perdido. Nessa fase, estão liberadas frutas e porções controladas de pães e massas integrais, e os carboidratos refinados (feitos à base de farinha branca, como pão francês, macarrão comum e biscoitos) estão fora do cardápio. 

Uma vez por semana é preciso repetir o cardápio da fase 1. Nos outros dias, são liberadas proteínas e vegetais à vontade, além de uma pequena porção de frutas e algumas fatias de pão integral e de queijo. A cada sete dias, pode-se acrescentar pequenas porções de massas integrais ao menu.

4ª Fase: A estabilização definitiva dura o resto da vida e, segundo o médico, é possível comer normalmente, como se não fizesse mais dieta, desde que uma vez por semana se consuma somente proteína, a pratica de exercícios físicos por 20 minutos, e ainda o consumo de três colheres de farelo de aveia.

Para as adeptas da caminhada, o livro tem várias páginas dedicadas ao assunto, já que é a atividade mais fácil de ser executada e ainda, mobiliza simultaneamente o maior número de músculos, segundo o autor.

Ou seja, não existe milagre mesmo, é um tratamento também, que exige foco, assim como o prescrito por todos os médicos, e também atividade física, mesmo que moderada e pequenos sacrifícios. 


E então...alguém já leu ou tentou? Sinceramente, acho que a melhor dieta é aquela que você consegue seguir, e que nada substitui um bom acompanhamento médico. 

Bjos,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.