quinta-feira, 1 de agosto de 2013

GANT e WIZO promovem dia dos pais beneficente.

Olá!!!!

Quem gosta de participar de eventos beneficentes? Acho super legal essas boas campanhas, assim ajudamos a quem precisa!!! Então hoje o post é sobre uma boa parceria, da marca GANT com a WIZO (conhecem?), uma entidade que tem um trabalho muito bonito, do qual falo ao final do texto. Ok?


A Gant, marca de roupa conhecida pelo seu estilo preppy, tipicamente de jovens universitários americanos, e a Wizo, conceituada comunidade judaica que tem como base o trabalho com a parcela menos favorecida da sociedade, se juntaram para realizar um evento de dia dos pais que promete reunir diferentes gerações da sociedade paulistana. 



A presidente da entidade no Brasil, Iza Mansur, e a presidente honorária Sulamita Tabacof estarão presentes para receber suas convidadas para um cocktail que acontece na loja da Gant, no Jardins. A ideia é proporcionar uma tarde gostosa entre amigos. 

A Gant oferecerá aos convidados 30% de desconto em todas as peças da loja. Parte da renda total das compras realizadas será doada às obras realizadas pela Wizo. A proposta é reforçar a preocupação da Gant com a responsabilidade social, incentivando ainda mais o excelente trabalho que a Wizo vem desenvolvendo até hoje. 

O Evento acontece dia 4 de agosto, das 14h às 18h, na loja da Gant que fica na Rua Bela Cintra, 2203. Fundada em 1949, a Gant é uma marca americana de casualwear para toda a família. Criada em New Haven, logo virou febre entre os jovens estudantes, pela proximidade com a Universidade de Yale.

A marca oferece roupas femininas, masculinas e infantis, além da linha Rugger - a mais jovem e cool da marca - e uma coleção especial feminina e masculina desenhada por Michael Bastian, apresentada na Semana de Moda de Nova York. 

A Wizo nasceu em 1920, da solidariedade de mulheres judias inglesas para com as pessoas que viviam em precárias condições ambientais no então Estado de Israel. A entidade tem como base de atuação o trabalho com a parcela menos favorecida da sociedade, buscando integrá-la à comunidade, através de trabalhos sociais, educacionais e na área de saúde, além de promover a integração da família, programas de profissionalização e defesa dos direitos da mulher.

E então...vamos lá?

Bjos,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.