quinta-feira, 2 de julho de 2015

Décor: O ambiente de Guilherme Torres na Casa Cor 2015

O arquiteto Guilherme Torres criou uma visão cosmopolita, lúdica e contemporânea que revisita os tempos áureos do edifício do Jockey Club. Em tempos de austeridade e contenção, Guilherme preferiu tomar o sentido oposto ao revisitar o luxo de uma época sem estigmas datados, criando sua própria interpretação do gosto que partilha em comum com o legado de Dorothy Draper – toques de fantasia e dramaticidade, contrastes em preto e branco e um pouco de ousadia nas proporções.  










Com pisos em preto e branco, boiseries extravagantes de gesso e puxadores superdimensionados, seus ambientes eram excêntricos, exuberantes e glamourosos. A máxima “menos é mais”, cunhada pelo arquiteto alemão Mies van der Rohe, um dos maiores ídolos de Torres, paradoxalmente, é a antítese do que pregava a legendária decoradora norte-americana Dorothy Draper. Para ela, mais era sempre melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.