quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Casa e Décor: O projeto especial e de muito bom gosto do arquiteto Marcelo Rosset.

Olá!! Hoje tem post com um projeto do arquiteto Marcelo Rosset, um apartamento muito bonito e de absoluto bom gosto, com aproximadamente 270m² para uma família de quatro pessoas: um casal com dois filhos. 

A cliente é cadeirante e tem uma empresa de inclusão social de deficientes físicos. Ela tinha um sonho de ter um apartamento que fosse completamente acessível e que ao mesmo tempo fosse bonito com conceito. E conseguiu!! As referencias foram dos lofts nova iorquinos industriais.

O trabalho foi iniciado desde a construção do prédio, sendo assim o arquiteto conseguiu criar os ambientes e sugerir os materiais do zero, sempre com a preocupação em ter uma boa circulação e acessibilidade acima de tudo.


O apartamento originalmente era cercado de uma grande varanda que foi eliminada e integrada a sala criando- se um grande ambiente para receber. As paredes foram todas revestidas com tijolos da Palimanan, o piso é de Limestone cinza.
As portas de abrir na sua maioria são em laca brilhante preta brilhante com guarnição em laca branco fosco. 

Hall do elevador - Piso em Limestone cinza com detalhes em quadrados de mármore preto absoluto, paredes revestidas com Tecnocimento cinza imitando cimentado e luminária industrial feita com tubos de cobre.


No hall de Entrada: Porta de entrada ripada em madeira laqueada preto brilhante com guarnição em madeira de demolição, destaque para a divisória em madeira de demolição iluminada onde foi colocada uma escultura suspensa do artista Luis Hermano da Galeria Paralelo. 
O living é um ambiente para receber e ao mesmo tempo pode virar um Home-Theater, então o arquiteto instalou um projetor e telão embutido. O mobiliário seguiu os tons de cinza, preto  e azul marinho. Dois grandes sofás cinzas de camurça ( um deles é retrátil) da Micasa compõem o ambiente junto a 3 poltronas em couro azul escuro do Jader Almeida, o banco Gaal design M´afrique da Moroso em tons de amarelo, composição da mesa de centro com uma mesa retangular e outra redonda, mesas laterais da Micasa.


Destaque para a foto em Metacrilato do Valentino Fialdini de uma miniatura de lego da Zipper Galeria em cima do sofá cinza e o quadro do Daniel Escobar (também da Zipper) que trabalha com pedaços de outdoors. O tapete feito de fragmentos antigos em patchwork da Phenicia. Os objetos de produção são da Conceito, Orbi Brasil, Teo, Ls Selection e as flores da Toioco Kamogawa. 


O Ambiente de Leitura é composto por uma chaise de balanço modelo Bird ( design Tom Dixon) para Cappelini, uma mesa Cappelini e uma luminária industrial design Bruno Ferreira para Micasa. A estante logo ao lado em laca brilhante preta acomoda os aparelhos que controlam o Home Theater e objetos decorativos da cliente.

O Ambiente Lounge - Bar abriga 3 poltronas da Carbono modelo C24 em lona, mesa de centro em laca azul da Micasa e carrinho industrial. Produção do carrinho com copos da Teo e Kcase.

Sala de Jantar: A ideia neste ambiente foi criar um mix de cadeiras com design expressivo e de importantes designers todas nos tons de preto. No ambiente, 2 cadeiras com braço nas pontas modelo Softshell da Vitra, 2 cadeiras modelo Carbon da MOOOI ( design Marcel Wanders), 2 cadeiras modelo Hal da Vitra( design Jasper Morrison), 2 modelo Tip Ton da Vitra ( design ) e 2 cadeiras Panton da Vitra ( Verner Panton). A mesa é em laca cinza brilhante da Micasa, 3 lustres da Diesel/ Foscarini, temos 3 centros de mesa apoiados em Inox da Erea.



Nas 3 fotos preto e branco do artista Rodrigo Petrella fazem uma composição na parede atrás da mesa.

Na extremidade 2 aparadores em laca preta brilhante que foram desenhados pelo escritório e funcionam como apoio para jantares. Neles temos uma produção com vasos da Ls Selection e um nanquim do artista Newman Schutze.

O Home Theater é o ambiente onde eles mais ficam, sendo assim tinha que ser bem confortável. Como é um espaço de passagem e haviam muitas portas, a ideia foi criar um painel com madeira de demolição de tal maneira que sumisse com as mesmas.


A tv fica presa em um suporte de aço inox, os aparelhos ficam acomodados em um móvel em laca amarela brilhante e temos um grande sofá retrátil que acomoda a todos ( Brentwood) e 2 mesas laterais da Erea. As almofadas decorativas são da Designers Guild ( Beraldin). O tapete é de fragmentos da Phenicia em tons de preto. O quadro é do acervo da cliente. 

No dormitório do casal, a cama foi projetada pelo escritório do arquiteto e deveria ser suspensa de tal maneira que a cadeira de rodas da cliente se encaixasse na parte inferior e permitisse que ela fizesse a transferência para mesma.
A parede com revestimento com tijolos da Palimanan em branco, o painel da cama em si é uma mistura de Ultrasued da Regatta e madeira laqueada preta.  Em um dos lados do criado mudo temos um frigobar. A colcha e almofadas é em uma composição de cinzas e azuis da Regatta tecidos. O tapete de viscose cinza é da S&S rugs.


E a parte preferida de quem ama Moda, o Closet: ele foi projetado de tal maneira que a parte debaixo ficasse basicamente com a cliente e parte alta para o marido dela. Foi executado pela Augusto Moreno em um padrão de melamina linho cinza, o pufe central é da Beraldin e o tapete em tons de rosa da Phenicia.
  
O apartamento foi totalmente pensado com base nas adaptações realizadas para a boa circulação da cliente, a escolha dos móveis e como os posicionar no ambiente. Portas com tamanhos maiores, corredores e passagens mais largas que as tradicionais, tudo totalmente planejado de maneira que a moradora pode circular e virar sua cadeira de rodas sem bater nas coisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.