sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Décor: Um passeio pela Casa Cor Rio 2016.

Olá!! Na semana passada fui convidada a conhecer de perto a CASA COR Rio, que mais uma vez, me surpreendeu com seu estilo leve e charmoso. Sabe o estilo carioca que nós adoramos? Eu amo o Rio, sou apaixonada por mar, natureza, e a cidade tem tudo isso, mar, natureza exuberante, com muitas coisas muito boas para ver, ótima gastronomia, enfim, não tem como não se apaixonar pela cidade. E a Casa Cor Rio reflete esta atmosfera, com muita criatividade, boas inspirações, arquitetos que criam ambientes encantadores e sempre, suas locações são maravilhosas! Desta vez, em sua 26ª edição, ocupa um icônico casarão na Gávea. Em sua 26ª edição, Casa Cor Rio ocupa a “casa rosa”, como é conhecida na Gávea. Uma construção de 1938, em estilo eclético, com terreno de 5.000 m² e 1.000 m² de área construída, pertencente à família Rocha Miranda, um dos donos da extinta companhia de aviação PanAir, que durante quase 40 anos viveu ali recebendo amigos em grandes comemorações. 

Até 20 de novembro, 67 dos melhores arquitetos, design de interiores e paisagistas cariocas assinam 45 ambientes, entre internos e externos – aproveitando o enorme jardim assinado por Burle Marx e recantos bucólicos como um lago e uma fonte.

“Os imóveis já são um atrativo por si só, o que torna a edição carioca, a cada ano, sempre única”, diz Patrícia Mayer que aposta em um público de 55 mil pessoas. “Em uma casa como essa temos uma dimensão mais real das soluções dos arquitetos, pois os ambientes, apesar da grandiosidade da casa, não fogem à realidade e podem servir de inspiração a todos os que visitam a CASA COR Rio”, complementa Patrícia Quentel. As duas, sócias da 3Plus, são as "donas da casa" há 26 anos. 

Melhor aproveitamento de espaços: Aproveitamento de cada centímetro quadrado, característica dos grandes centros urbanos, as moradias estão cada vez mais compactas. Na Mostra há criatividade em quatro espaços de 8m² a 12m²! 




No Design de Ninar, Leila Dionízio projetou um quarto de bebê confortável e muito charmoso em 10 m², com berço pendurado no teto e cama retrátil além de uma gaveta que vira trocador e bichinhos de pelúcia e enfeites distribuídos em nichos estratégicos para otimizar espaço. 


Tatiana Lopes e Tatiana Mendes mostram que quartos pequenos – como o Quarto do Neto, com 10 m² podem ser funcionais e atemporais, com marcenaria sob medida, que embute a cama entre estantes. À medida que o filho for crescendo, basta mudar objetos e acessórios para adequar à idade.



Na Copa Íntima, Cláudia Santos prova que 12 m² são mais do que suficientes para criar um ambiente confortável e sofisticado.



Um cantinho de 8 m² vira o Lounge do Cachorro, com direito a balanço e móveis de design, assinado por Cristiana Marcarenhas e Mariana Mascarenhas.

Bambu, madeira e vidro: novos métodos construtivos e soluções sustentáveis - Menos tempo para implantação, construção limpa e facilmente transportáveis, estes novos métodos construtivos podem até se “deslocar” com o dono da casa. E ainda se preocupam com o meio ambiente.




As Cabanas de Duda Porto são feitas em módulos. Foram montadas em 15 dias e, em projetos residenciais, levam apenas dois meses. Têm construção seca e com desperdício zero; madeira de reaproveitamento; ventilação cruzada, captação de água da chuva para reutilização e energia solar.




Presentes na Varanda de Maurício Nóbrega e no Espaço Deca de Márcia e Manu Muller, as piscinas, em fibra de vidro pastilhada, são rapidamente transportáveis e instaladas totalmente prontas no local. A Varanda, de Maurício Nóbrega, se transforma em spa, com direito a ducha e três piscinas em diferentes níveis.


Na Casa de Vidro de Gabriela Eloy e Carolina Freitas, o ar-condicionado tem tecnologia de ponta, captando o calor externo e o transformando em ar frio, com consumo de energia quase nulo.



No Escritório e Sala de Leitura de Mário Santos, madeiras de revestimentos são produzidas com MDF de floresta de replantio.

Vida multifuncional: Uma vida cada vez mais multifuncional (e uma casa idem) agrupa espaços em um único ambiente de convivência.



A Sala de Receber, de Erick Figueira de Mello, com 65 m², é opção ao living principal unindo local de estar, outro para jogos e até uma ilha gourmet.



No Estúdio da Filha, de Jairo de Sender, há tudo para a independência de um jovem casal: espaço de beleza, para dormir, minicozinha e minicopa.
  
Realidade virtual na casa: A casa automatizada já é um fato. Mas agora dá até para “transportar” a casa para outro lugar, como na Casa de Vidro de Gabriela Eloy e Carolina Freitas: um par de óculos que, quando usado, insere a casa em um cenário de praia ou campo. Promove um passeio pelo restante da casa, em uma viagem de realidade virtual.


Tecnologia de ponta também no controle da climatização da Adega de Jacira Pinheiro e nos vidros reflexivos que isolam o calor na Garagem de Estar Renault, de Caco Borges. 

Locais de meditação e contemplação: A vida em câmera lenta, para fugir do corre-corre do cotidiano. 



Esta é a proposta do Jardim Sensorial de Raphael Costa Bastos (foto), do Jardim Recanto do Lago de Anna Luiza Rothier, com balanços presos às árvores; 

Já nos ambientes internos, a vida à moda antiga: nada de tecnologia no Quarto da Imaginação, de Paula Costa, voltado para as crianças.



No Atelier Detox, de Andrea Duarte e Anna Malta, o clima é para ler, ouvir música e criar. E o Escritório e Sala de Leitura (foto), de Mário Santos, também respira livros...

Salas ao ar livre: Casa com belo jardim é um convite para aproveitar cada espaço ao ar livre.



O Pátio Modernista, de Patrícia Marinho e Manuèle Colás, integra exterior e interior num espaço de descanso e contemplação. E o painel do espaço de Patrícia Marinho e Manuèle Colás tem uma "janela" que deixa o jardim entrar no ambiente Pátio Modernista.

Jardins e inspiração de Burle Marx: O mestre do paisagismo brasileiro, que assinou os jardins da casa, é homenageado:




Daniela Infante revitalizou o Jardim da Fonte sem perder nenhuma das características do projeto.


Anna Luiza Rothier incorporou seu toque pessoal às plantas e folhagens pensadas pelo paisagista no Jardim Recanto do Lago.

Pegada industrial: Descolado, moderno e prático: o estilo industrial continua presente.


No Living Gourmet, de Alexandre Gedeon e Hugo Schwartz, o estilo é brutalista e minimalista, com estrutura metálica à vista envolvida por muita madeira, concreto e vidro. O living também tem ventilação cruzada (que traz conforto térmico e dispensa o ar-condicionado), e ainda, iluminação natural.

SERVIÇO: 
Período: de 11 de outubro a 20 de novembro de 2016
Horário: de terça a domingo, das 12h às 21h
Local: Rua Marquês de São Vicente, 268, Gávea
Ingressos para visitas de terça a sexta-feira
Ingresso inteiro: R$ 50
Meia entrada: R$ 25
Ingressos para sábados, domingos e feriados
Ingresso inteiro: R$ 60
Meia entrada: R$ 30
Crianças até 10 anos não pagam. Idosos acima de 60 anos e estudantes com carteira oficial pagam meia entrada.
Passaporte único: R$ 150
Anuário : R$ 25
Valet: R$ 30
Site: www.casacor.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/CasaCorRio
Instagram: @casacorrio_oficial 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.