sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Olá!! Eu falei que iria contar um pouco sobre a diminuição dos posts no blog na última semana com um post relacionado ao assunto. Lembram? Não tenho deixado muitos posts mais pessoais aqui, mas de uns tempos pra cá venho sentindo vontade de fazer isso novamente. Acho muito bom quando tenho algo muito bom (que pelo menos serviu pra mim) para compartilhar aqui, assim, quem sabe, alguém na mesma situação pode, pensar no assunto, ver outras possibilidades, consultar outras fontes, já que cada um tem um olhar diferente em determinados assuntos. 

A verdade é que todos nós precisamos de dias de descanso, uma mini-férias para nos cuidar e eu decidi, neste ano escutar um pouco mais o meu corpo e mente e seus pedidos de descanso (hahaha). Quem tem isso de escutar o corpo dizendo: "pare um pouco", ou "se esforce um pouco mais"? Todos nós temos! Eu não tinha esse "feeling" até passar por uma breve doença no ano passado, tanto que estava em período de repouso e não parava, a ponto de tomar umas broncas do meu médico. Mas, depois de um tempo, mais precisamente no final do ano, comecei a pensar um pouco mais nestas pausas, quando o corpo e mente pediam e desde então, passei a me obedecer um pouco mais. Eu já contei em um post aqui sobre Resoluções de Ano Novo um pouco sobre todo este novo olhar que comecei a ter, de aprender coisas novas, aproveitar de verdade o tempo com amigas, mas faltava, é claro, me aperfeiçoar. (hahaha). 

Dar uma pausa: sempre acreditei nas pausas. Já percebemos como uma boa pausa pode fazer pequenos milagres. É óbvio que não dá pra deixar um trabalho no qual se ganha um salário no fim do mês de lado, mas sendo assim, pode ser um final de semana. Sabe aquela desligada? Não falo de fugir da vida, mas de parar uns dois dias, ou quem sabe em férias, o tempo que você puder. E neste tempo, aproveitar seu momento, parar de verdade, desligar de tudo, deixar pra trás o que não serviu, ver o que aprendeu ultimamente (na esfera pessoal também), perdoar as coisas e pessoas que fizeram mal, fazer uma verdadeira limpeza mental para começar tudo de novo, renovada. Já pensaram nisso? É incrível como essas pausas são revigorantes! 

Nos encher de boas inspirações e idéias; Ajudar a estabelecer metas e a realmente entender o que estamos fazendo certo ou não, e ainda prestar um pouco de atenção sobre a nossa vida. E estas pausas sempre são um bom momento para, além disso, fazer tratamentos, repensar a dieta, mudar o cabelo, resolver mudar a decoração da casa, mudar o guarda-roupa, enfim, algo de bom, boas mudanças.

Fazer tratamentos: Neste período, aproveitei para fazer alguns tratamentos mais relaxantes, relacionados a descanso mesmo, afinal a idéia era pensar em boas soluções. E um deles, gostaria de contar aqui, neste post mesmo (destacando que não se trata de publipost). Alguém já fez os tratamentos do Lush Spa? Eu virei fã desta marca há um tempo atrás, isso por conta de alguns cosméticos mais naturais. Passei a me interessar um pouco mais sobre o assunto. E fui conhecer o Lush Spa! A minha massagem escolhida foi a Sound Bath, que pra uma moça semi-estressada com um retorno de ciclos de enxaqueca seria ótimo!! Adorei!! Acabei viciando nestes tratamentos. Eu sempre gostei destes tratamentos, mas nunca os fiz em momentos em que realmente precisava relaxar. E acabei viciando (e agora??). O Sound Bath é uma massagem só na cabeça com uma música relaxante. Acreditem; foi difícil enfrentar o trânsito e voltar pra casa após a massagem.

Mudar algo: Mudanças sempre geram um desconforto, mas passei por tantas nos últimos anos que aprendi a deixá-las vir, sem preocupações. E é claro, falo de mudanças pessoais. Calma, não falo de mudanças de vida sérias, mas aquelas coisas como: não se importar com comentários maldosos, porque (algo aprendido após alguns anos) eles não refletem quem você é de verdade, normalmente são as expectativas, as experiências de vida de quem o critica; não se importar com defeitinhos (sabe aquele detalhe do cabelo que incomoda?, ou os quilos adquiridos no fim de semana?), a vida tem tanta coisa boa pra perder tempo com preocupações.

Agradecer,: Vocês já pensaram em quantas coisas boas tem a agradecer? Não importa a sua crença, a quem agradecer, mas só agradecer, lembrar das coisas boas e deixar tudo o que não gostou de lado. Por exemplo: por uma doença que você se curou, e que aprendeu muita coisa com ela, por uma pessoa legal que conheceu, ou por uma pessoa não tão legal que te acordou para algo que você nem imaginava, talvez agradecer por ter um filho(a) maravilhoso(a), ou pelo trabalho que às vezes é cansativo mas você adora. Enfim, se vocès observarem melhor, vão perceber que todos os dias há algo a ser agradecido. Já pensaram nisso? Li um texto numa revista que adoro no ano de 2014, em um período não muito bom e este texto me marcou a tal ponto de publicar aqui no blog, ela falava sobre celebrar (link aqui) e desde então, venho tentando aplicar, e é incrível como isso faz bem! É claro que nossa vida (a minha também, não sou diferente de ninguém só porque escrevo em um blog) nem sempre é tão tranquila, com todo o tempo que gostaríamos, mas é sempre bom lembrar.

Se inspirar: Agora sim, o final de todo o processo de descanso! Já pensou em suas inspirações? Aquele fim de tarde com um lindo pôr-do-sol em que você decidiu ver várias tardes assim, com o coração leve, consciência tranquila e talvez, em algumas viagens em família ou com amigos?; ou aquele filme que inspirou você a conhecer um lugar?; aquela brincadeira que você leu e sentiu vontade de pegar seu filho e brincar com ele? ou talvez aquela vontade de fotografar todos os bons momentos?
Aliás, fiquei cheia de inspirações!! Mas, vamos lembrar que algumas inspirações são só nossas né!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.