segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Com boas ideias e toques de aconchego, as pequenas varandas podem se tornar as grandes estrelas dos apartamentos. A dupla Fernando Figoli e Patrícia Cillo, do escritório Figoli-Ravecca, e a arquiteta Ana Yoshida dão dicas de como deixar a varanda de apartamentos um ambiente ainda mais prazeroso.


O perfil dos novos moradores mudou. Cansados da sensação de “encaixotamento”, cada vez mais pessoas colocam a varanda no topo da lista de exigências na hora de fechar negócio com construtoras e imobiliárias. Dentro deste cenário, as plantas dos empreendimentos projetados nos grandes centros urbanos se espremem para fazer caber todos os ambientes em metragens super-reduzidas e ainda construir aquela varanda tão sonhada. Que no final das contas, acaba ocupando um espaço de pouquíssimos metros quadrados. Mas a realidade não deve desanimar. 

Créditos de Imagens: Célia Maria Weiss e Luis Simione
 
  
Os arquitetos Fernando Figoli e Patrícia Cillo, do escritório Figoli-Ravecca, e a arquiteta Ana Yoshida, do Ana Yoshida Arquitetura e Interiores, garantem que com soluções espertas é possível ter a varanda dos sonhos. “Uma boa dica é lançar mão de móveis compactos, que não atravancam a passagem e ocupam pouco espaço”, aconselha Ana. “Móveis compactos e versáteis, com vários usos, como banquinhos e pufes, são fáceis de levar de um lado para o outro e ocupam pouco espaço”, completa a profissional. Para além do mobiliário, vale pensar no tipo de revestimento empregado no espaço. “Se a ideia for criar umavaranda como extensão da sala, convém usar o mesmo tipo de piso (com contrapisos na mesma altura, inclusive) para dar a sensação de amplitude e continuidade dos ambientes”, explica Fernando Figoli.


Quando se fala em metragens reduzidas, cada centímetro importa, principalmente para circulação. “Em vez de vasos no chão, prefira uma forma mais criativa, pendurado os vasos no teto ou criando uma parede verde”, finaliza Patrícia Cillo.

Para explicar o portfólio atual e moderno da jovem arquiteta paulistana Ana Yoshida, com escritório desde 2008, é preciso ir além daformação em arquitetura e urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Experiências com comunicação visual de lojas, cenografia de festas e eventos, e a paixão pela dança, que ela traz desde a infância, ajudam a compor o caldeirão de ideias que dá forma aos projetos de decoração e interiores cheios de bossa, estilo, personalidade e elegância.
 

Em suas criações residenciais e comerciais, espalhadas por São Paulo e outros Estados brasileiros, elementos-surpresa se misturam aos recursos que garantem o conforto máximo dos clientes. Revestimentos usados de maneira incomum e materiais versáteis, como concreto, tijolo e madeira, são presenças constantes nos trabalhos de Ana Yoshida. O resultado se reflete na concepção de ambientes contemporâneos, humanizados e dinâmicos, que convidam ao aconchego e bem-estar.

Arquiteta Ana Yoshida – tel. (11) 3477-7326 

Sobre Figoli Ravecca: Com expertise de duas décadas em obras residenciais, comerciais e corporativas, para atuar de forma diferenciada, os arquitetos Fernando Figoli e Patricia Cillo, observam e analisam tendências globais em arquitetura, sustentabilidade, design, tecnologia, moda, consumo, marketing e varejo. Destaque para o atendimento de marcas internacionais no Brasil, como Swarovski, L'Occitane, Sephora, Salvatore Ferragamo, Pandora e Tiffany. O escritório está instalado no charmoso bairro da Vila Olímpia, em São Paulo.

Figoli-Ravecca Arquitetos Associados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.