segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Minimalismo oriental e estilo industrial se unem em apartamento reformado pelo arquiteto Bruno Moraes.

Paredes vieram abaixo para adaptar a planta de 85 m² às atividades cotidianas do jovem casal, de origem oriental.

Projeto de Bruno Moraes Arquitetura | Foto: Luís Gomes

Em busca de mais qualidade de vida, os moradores recém-casados escolheram este apartamento de 85 m² por ficar bem próximo do trabalho dos dois, num bairro tranquilo e arborizado da zona sul de São Paulo. Entregue pela construtora com acabamentos básicos e sem nenhum charme, o imóvel passou por uma reforma comandada pelo arquiteto Bruno Moraes, do escritório Bruno Moraes Arquitetura, que derrubou paredes para adaptar a planta às atividades do casal, como cozinhar, assistir séries e receber os amigos.


Para atender à primeira demanda, a ideia foi demolir a parede entre a cozinha e a sala. “Mas como não conseguimos abrir a cozinha totalmente por causa de um pilar, resolvemos revesti-lo com espelho”, diz Bruno. Mesmo com o imprevisto, o espaço ganhou ilha gourmet, torre de cocção e lava-louças. Presente de casamento, a geladeira branca foi adesivada para combinar com o cinza da marcenaria.


A mesa de jantar, iluminada por três pendentes de concreto, fica junto à ilha. Na parede do bar, o ladrilho hexagonal combina com as luminárias e também com o piso de porcelanato, que reproduz o visual do cimento queimado. A prateleira decorativa, sustentada por um tirante de aço, completa o conjunto com charme.


Em alguns dias da semana, os moradores costumam trabalhar em casa, por isso incluir um escritório no projeto foi providencial. O home office ocupa o espaço de um dos três dormitórios e, para ganhar espaço, o painel de madeira com elementos vazados substituiu a antiga parede de alvenaria.

Na sala de TV, a parede e a porta da varanda saíram de cena para unir os dois ambientes. Os tijolinhos de barro e o móvel que se estende até a sacada dão unidade visual aos espaços. Enquanto isso, o sofá confortável recheado de almofadas está sempre pronto para as maratonas de séries. O décor mescla referências do minimalismo oriental e do estilo industrial.


Com clima de lounge, a varanda traz uma solução esperta para esconder a condensadora de ar-condicionado: ela fica dentro do banco de madeira, que funciona ainda como baú para guardar utensílios de limpeza.

Fornecedores: Porcelanato da sala, cozinha e banheiros: Portobelloshop Alto da Lapa; Revestimento hexagonal: Solarium; Bancadas e nichos de quartzo: Granitos Moredo; Cadeira de corda e seat garden: DSA Luminas; Persianas: Cortinas Amorim; Painel vazado: Mentha; Marcenaria: Movillar; Pendentes: Lustres Yamamura; Revestimento do boxe e parede da cozinha: Eliane; Coifa: Crissair Eletros; Piso vinílico dos quartos: Tarkett

Sobre Bruno Moraes: Bruno Moraes é formado pela Faculdade Belas Artes de São Paulo (FEBASP) e pós-graduado em Gerenciamento de Empreendimentos na Construção Civil pela FAU Mackenzie. Em 2007, expõe o projeto “Complexo do Moinho” na Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, junto a um grupo de arquitetos e alunos formados pela FEBASP. Passou por grandes escritórios, como o do arquiteto Siegbert Zanettini, onde participou do projeto de ampliação do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), da Petrobras, considerado o maior projeto sustentável da América Latina. Também atua nas áreas de gerenciamento de obras, execução de projetos, criação e consultoria sustentável.

Bruno Moraes Arquitetura
(11) 2062-6423
www.brunomoraesarquitetura.com.br
@brunomoraesarquitetura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.