terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Arquitetos do escritório Andrade & Mello Arquitetura contam seus olhares sobre como projetar a varanda.

Renato Andrade e Erika Mello explicam desde como realizar o projeto como também a decoração de um dos espaços mais queridinhos da casa.

A varanda pode ser uma extensão do living. Projeto Andrade & Mello. Foto Luís Gomes.

Promover momentos com a família e reunir os amigos dentro de casa virou um desejo recorrente nos dias de hoje. Para as pessoas que moram em apartamento, o ambiente ainda possibilita desfrutar a vista da cidade. Com um projeto adequado, a varanda ganha o protagonismo como ambiente favorito do imóvel.


Muitas varandas adquirem função de extensão da sala de estar, agregando luz natural aos dois ambientes. Os arquitetos Renato Andrade e Erika Mello, do escritório Andrade & Mello Arquitetura, compartilham orientações de como projetar a varanda sem erros. Confira:



1. Qual a primeira coisa a ser considerada no projeto?

O principal é o estilo dos moradores. “Não existe coerência em manter uma estrutura enorme para churrascos dentro de uma família vegetariana”, revela Erika. É importante sempre analisar se o espaço abrigará, por exemplo, uma biblioteca e um lugar de trabalho, ou servirá como local de encontros e churrascos aos fins de semana. Visto quais são as expectativas de quem viverá o dia a dia no ambiente, o próximo passo é começar o planejamento e a escolha dos móveis e decoração.

2. Como explorar varandas de tamanhos grandes, médios ou pequenos?

As ideias para o projeto sempre levarão em conta o tamanho do ambiente. Em pequenas metragens é possível abrigar uma área de estar ou home office. Mas isso só é possível se houver possibilidade de fechamento com vidro”, lembra Renato.

Quando existe bastante espaço livre, vale pensar em adegas e cervejeiras, que são bastante solicitadas atualmente, além do espaço da churrasqueira e mesas que comportem o número de convidados que fazem parte do estilo de vida do cliente. É comum também umpequeno fogão para os preparos rápidos. “Já as varandas com formato alongado ou em ‘L’ possibilitam criar dois ambientes, um dedicado às refeições e outro com um pequeno living”, explica o profissional.


3. Qual o tipo de mobiliário certo para o ambiente?

Na hora de escolher o mobiliário, a preferência é sempre para opções resistentes as intempéries, já que sol e chuva podem danificar os materiais. “Sofás de madeira com almofadas soltas são excelentes alternativas, pois é possível levá-las para dentro nos dias de chuva ou mesmo à noite”, conta a arquiteta Erika.


4. Como trabalhar o verde na varanda?

As plantas trazem vida e um pedaço da natureza para a varanda. Os jardins verticais aproveitam bem as paredes e são bem-vindos, além de serem práticos quando o assunto é manutenção. Vasos de diferentes tamanhos e alturas funcionam muito bem quando se trata de decoração. “O importante mesmo, no fim das contas, é que o espaço tenha a sua cara e seja muito bem aproveitado”, finaliza Renato.

Andrade & Mello Arquitetura e Interiores: Formados em Arquitetura, Renato Andrade e Erika Mello são sócios-fundadores do escritório. Em 12 anos de trabalho, somam mais de 100 projetos entregues com a certeza de terem proporcionado aos seus clientes todo profissionalismo nas intervenções realizadas. Além de atuar nos projetos, devotam suas experiências profissionais ao ensino: ambos respondem como professores titulares do Centro Paula Souza e lecionam disciplinas no curso técnico de Edificações.
www.andrademelloarquitetura.com.br
@andrademelloarquitetura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.