terça-feira, 23 de julho de 2019

Casa das Sibipirunas: Otto Felix reinventa o conceito de casa de campo na CASACOR São Paulo 2019.

O profissional apresenta um projeto de 250m² que se integra com a natureza e respira harmonia.

Otto Felix, arquiteto conhecido pelas linhas singulares e expressivas que brotam de seus croquis, marca presença na edição de 2019 da CASACOR São Paulo, que este ano leva como temática ‘Planeta Casa’, e acontece de 28 de maio à 04 de agosto, no Jockey Clube. De maneira única, o profissional traduziu o conceito do evento por meio de uma morada de 250m² que respira traços retos e mistura, harmonicamente, um lado rústico com o suprassumo da contemporaneidade.

A Casa das Sibipirunas, dividida em living com lareira, cozinha e uma suíte com closet, instiga por um morar mais reflexivo e desconectado, onde a proposta por uma vida mais simples foi estabelecida como referência. Propondo um projeto arquitetônico contemporâneo e que, em termos técnicos, pode ser considerado leve e de fácil execução, a residência foi baseada em três elementos principais: vidro, gesso e travertino romano.

A forte presença desses materiais reinventa o conceito de casa de campo e traz uma releitura muito mais moderna, minimalista e afamada. Criada por meio de peças estruturais, ou comumente chamadas de vigas metálicas, com fechamento em vidro nos espaços remanescentes, a morada teve a obra executada pela Lock Engenharia, e se integra com duas árvores que já existiam no local, a quais de maneira poética e orgânica, batizaram o ambiente.

Logo na entrada, o visitante é guiado por uma passarela em madeira e um jardim rico em verde, proporcionando uma recepção tropical, rica em bossa e contemplação. O paisagismo, assinado por Daniel Nunes, ainda é perpetuado pelos interiores, graças à arquitetura transparente desenhada por Otto. O teto, em gesso ripado, permite a entrada de luz solar e cria uma brincadeira interessante de luz e sombra. Durante a noite, a iluminação que permeia os pilares da construção cria uma atmosfera cênica e destaca a estrutura do ambiente.

Já o living conta com uma lareira, que acolhe e exibe pelo fogo, um elemento vital que contrasta passado e presente. O tapete da By Kamy delimita o local, quebrando o paradigma na apresentação e divisão dos espaços, que conversam entre si com os móveis cuidadosamente selecionados e dispostos com proporções análogas de conforto e sofisticação.

Sendo assim, o mobiliário é um capítulo à parte: elegante e sóbrio, com tons mais escuros e quentes, e que interagem com o resto da composição do projeto. A mesa de jantar com pés de latão e tampo de granito café imperial rústico, por exemplo, é um desenho original do profissional.

Para amarrar o conceito de maneira ímpar, o arquiteto utilizou elementos e obras que já existiam, ou que foram criadas especialmente para a mostra, de artistas locais. Vasos cerâmicos, de Cacá Deleva, tapeçarias feitas por Juliana Maia, e rendelismo de Tida Ricco, por exemplo, completam a narrativa. 

Além disso, quadros com molde em gesso, ainda de Cáca, criam uma intervenção artística que nos remete à infância e a tempos mais simples, por meio de elementos como bonequinhos, rolo de macarrão e flores. Cada um com suas singularidades, transpassa a fragilidade das épocas. Inspirado pelas soluções das décadas de 40 e 50, Otto trouxe como referência os pisos de cerâmica vermelha muito encontrados em construções antigas da cidade de São Paulo. O que era moda na época e vendia mais do que as próprias peças de ladrilho, acabou sendo esquecida e substituído. O arquiteto, então, recriou a paginação com cacos de Travertino Romano, proveniente do reaproveitamento de sobras de uma marmoraria. Além de apresentar uma das facetas sustentáveis do projeto, ainda constitui a bancada da cozinha minimalista, a tornando uma espécie de ruína que se confunde com uma intervenção artística. As portas de serralheria, guardam os eletrodomésticos e armários de maneira sútil e elegante.

A máster suíte também possui peças de design autoral, como a cabeceira e a base da cama, além do amplo closet revestido em camurça suede, dividido entre nichos e prateleiras. O banheiro segue o conceito de ruína e nasce de modo orgânico do chão, emoldurando o box e a cuba Deca. Um grande espelho surgindo ao fundo cria a sensação de estarmos vendo um sol nascendo ou se pondo, dependendo do momento que é visto, e completa o décor de fino toque.

Fornecedores Telefone
Lock Engenharia – Construção e Mão de Obra (11) 3579-983; Terra Conttemporânea - Marcenaria (19) 3203-3700; Di Mámore – Piso e Travertino (11) 4138-9800; Arthus Mármore e Granitos (11) 4426-6500; Loja Teo – Mobiliário (11) 3061-3722; Dpot Objetos – Mobiliário (11) 3063-5484 Carolina Delleva - Cerâmicas projetocuradoria.com/carolina-delleva/; Blumenfee Floricultura fb.com/blumenfeefloricultura; Juliana Maia – Tapeçaria www.juliana-maia.com; Heloísa Crocco – Obra de Arte (51) 3222-3443; Galeria Beto Carrazoni – Obra de Arte da artista Tida Ricco; Galeria Vermelho – Obra do artista; Nicolás Robbio (11) 3138-1520; Studio Otto Felix www.ottofelix.com.br (11) 97400-2901

CASACOR São Paulo 2019
Data: 28 de maio a 04 de agosto de 2019
Horários: Terça a sábado e feriados, das 12h às 21h. Domingo, das 12h às 20h.
Local: Jockey Club de São Paulo - Av. Lineu de Paula Machado, 1075 - São Paulo/SP
05601-001
Mais Informações: www.casacor.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.