segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Pietro Terlizzi ressalta a importância de entender as etapas de um projeto de arquitetura.

Desde a primeira conversa com o cliente até o projeto executivo, o trabalho do profissional de arquitetura passa por diversas fases.

Projeto: Pietro Terlizzi Arquitetura. 

Quando o morador contrata um arquiteto, nem sempre ele conhece todos os processos que um projeto de arquitetura envolve. Desde a primeira conversa com o cliente até o projeto executivo, o trabalho do profissional passa por diversas etapas. O arquiteto Pietro Terlizzi, à frente do escritório que leva seu nome, esmiúça os sete passos de um projeto de arquitetura.

1. Briefing

A primeira etapa de um projeto de arquitetura ou de interiores é uma entrevista com o cliente, a partir da qual se estabelece o programa de necessidades, ou briefing. Nesse momento inicial, o arquiteto reúne o maior número de informações possível sobre as expectativas do contratante e o que ele precisa, como a quantidade de ambientes e o número de pessoas que vão usar o espaço. O briefing também é importante para fechar o contrato com os valores e prazos de duração do projeto.

2. Estudo do local

A seguir, o arquiteto faz um levantamento de dados, como metragem, níveis, condições topográficas e ambientais, para verificar se o terreno está apto a receber a construção. Nas visitas ao local, o profissional também estuda a orientação solar para garantir o conforto térmico da obra, definir aberturas como portas e janelas, e a posição da piscina, por exemplo. No caso de edificações prontas, essa etapa permite avaliar características gerais da rua e dos imóveis vizinhos.


3. Estudo de viabilidade

O passo seguinte é o estudo de viabilidade, em que o arquiteto analisa se o projeto ficará de acordo com o Plano Diretor e o Código de Obras da Cidade.

“Para a construção do zero, é necessário o levantamento topográfico do terreno, orientação solar, além de coleta de dados e das diretrizes da Prefeitura, para então começar os desenhos de projeto”, resume o arquiteto Pietro Terlizzi.

4. Estudo preliminar

Nessa fase, o projeto começa de fato a ganhar forma. Croquis, plantas baixas, imagens 3D e outras representações da construção nascem no estudo preliminar. “Na apresentação das imagens em 3D, o cliente já consegue visualizar como o projeto ficará na íntegra”, conta o profissional.

5. Anteprojeto

O anteprojeto é uma etapa de aprofundamento, em que o profissional define aspectos mais técnicos da obra para assegurar um bom projeto executivo, que é a última fase.

6. Projeto legal

É o projeto de aprovação enviado à Prefeitura para avaliar se está de acordo com as normas do município e para que a construção seja autorizada. Reformas de interior de apartamentos, casas ou lojas, por exemplo, não necessitam de aprovação da Prefeitura.

No caso de apartamentos, contudo, é preciso ter a validação do condomínio. “A reforma em apartamentos leva em consideração as plantas originais da construtora. Além disso, é preciso avaliar junto ao condomínio as permissões previstas em assembleias condominiais para fechamento de varanda e alteração de fachada, por exemplo”, esclarece o arquiteto.

7. Projeto executivo

“A partir disso, seguimos as mesmas etapas tanto para um projeto de arquitetura quanto para um de interiores, com os projetos de civil (elétrica, hidráulica, forro, luminotécnica, gás e dutos de ar condicionado), especificação de revestimentos e pintura, projetos de marcenaria, marmoraria, e todos os detalhamentos que forem necessários para compor o projeto”, explica Pietro.

O projeto executivo, que é o projeto “final”, reúne as plantas que vão para o canteiro de obras, além de todas as especificações e documentos necessários para iniciar a obra. Nele, o arquiteto detalha os materiais, medidas, pontos de hidráulica e de iluminação, como um guia para quem vai executar o projeto. Muitos escritórios de arquitetura também oferecem o serviço de acompanhamento de obras, dando suporte ao cliente em todo o processo.

Essas sete etapas de um projeto de arquitetura são o padrão, mas podem variar dependendo do tipo do projeto e do cronograma de trabalho de cada escritório ou profissional. “No nosso escritório, em obras de apartamentos, costumamos seguir os seguintes passos: entrevista com o cliente, estudo preliminar, produção de imagens em 3D, projetos de execução, obra e decoração”, exemplifica Pietro.

Sobre Pietro Terlizzi

Formado pela FAU Mackenzie em 2009, foi sócio da Arch Stage Projetos por sete anos. O arquiteto abriu seu próprio escritório Pietro Terlizzi Arquitetura e Design em 2016, onde atua em todas as etapas do projeto, desde a elaboração do conceito à execução da obra. Com pouco mais de três anos de história, o escritório assina mais de 30 projetos, entre residências, escritórios e estabelecimentos comerciais, marcados por um estilo moderno, pela presença de materiais rústicos e pela combinação de paletas neutras com toques vibrantes de cor.

Pietro Terlizzi Arquitetura e Design
pietroterlizzi.com.br
@pietro_terlizzi_arquitetura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. Bjs.