Mostrando postagens com marcador Juliana Skiliutas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Juliana Skiliutas. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Por Juliana Skliutas: Quero mudar meu estilo! E agora?

Se você está com aquela vontade de mudar tudo, tem se questionado sobre suas roupas e itens que você veste e por algum motivo enfrenta dilemas em relação ao seu estilo pessoal, eu fiz esse artigo especialmente para você. Muitas pessoas ainda não conhecem o seu estilo próprio, e por consequência saem comprando tudo o que veem pelos shoppings só porque "tá na moda".  Sinto informar: é a maior bobagem. Mas, antes de radicalizarmos, é preciso conhecer nosso estilo e saber qual imagem queremos transmitir. E não se prenda a um padrão, pois cada um de nós tem um estilo predominante e outros estilos complementares.  

Se você está vivendo uma fase de insatisfações, de insegurança e tem medo do novo, não se preocupe! A tendência é que só coisas boas aconteçam, acredite. Pois a mudança ocorre de dentro para fora, e é exatamente o seu incômodo que representa meio caminho andado. 


Responda rapidamente: Suas roupas são confortáveis e soltinhas ou super agarradas? Usa sapatos de salto alto até dentro de casa ou rasteirinhas? Prefere estampas de flores ou étnicas? Suas blusas têm babados ou canutilhos? Seus acessórios são discretos ou tudo maxi gigante? A maquiagem logo cedo é carregada ou só um brilho labial? Com essas e outras respostas já dá para sabermos se será preciso realmente mudar de estilo ou se apenas falta um toque final.

Mas, afinal o que leva uma pessoa a querer mudar de estilo?
Todos nós temos razões para mudar. Por exemplo, porque emagreceu ou engordou demais, ou porque vai fazer aniversário, ou vai mudar de país. A vontade de mudar sempre tem um significado importante e particular, e não porque alguém lhe disse que se não usar vestido de veludo no próximo inverno  está por fora. 

Emagreceu ou engordou: o corpo muda e obrigatoriamente o guarda-roupas também. Excelente desculpa para olharmos para a imagem da pessoa que queremos transmitir e nos vestirmos de acordo. 

Fez 20, 40 ou 60 anos: a insegurança em alcançarmos aquele número mágico às vezes põe medo. Nada mais justo do que repensarmos se estes algarismos nos representam e se estamos confortáveis com eles. 

Separou: "Valeu, foi bom, adeus!" Como diria a música do Chiclete com Banana.  E bola para frente! Tá na hora se de amar, se arrumar, ser feliz, ser quem quiser ser. 
Mudou de emprego ou está à procura de novas oportunidades: a imagem corporativa é extremamente importante, ainda mais agora em dias de crise econômica mundial. Não é porque o estilo será reajustado que se irá gastar milhões. Muitos dos itens-chave para um look profissional nós já temos. Só precisamos saber combiná-los de acordo com o cargo que iremos ocupar ou pretendemos. 

Apaixonou-se: que bom! Isso significa que você já se ama o suficiente, só está de olho em alguém para curtir essa paixão. Sinceridade é tudo! Portanto não tente mudar de estilo e ser quem você não é. Seja você mesma, na sua melhor versão. 

É muito caro mudar o estilo? Não! Caro é viver infeliz ou ser mal interpretado pelos outros simplesmente porque a sua imagem está sendo transmitida de maneira errada. 


Quando você souber qual é o seu estilo, e mesmo assim quiser mudá-lo, existem algumas opções de compras acessíveis em lojas de departamento, por exemplo, que hoje em dia não deixam nada a desejar às marcas de grife. Altere ou acrescente peças somente a cada 6 meses (primavera/ verão e outono/ inverno). Brechós às vezes podem surpreender ou senão sites de troca, vale dar uma conferida. 

Dicas para iniciar uma mudança no estilo: 

Avalie seu guarda-roupa. Comece conferindo se você tem alguns itens coringa, como um sapato nude, uma calça flare, um blazer preto ou uma blusa com detalhes. 
Roupas muito apertadas, muito largas ou muito surradas são as primeiras que devem sair. Depois, avalie as cores, estampas e padronagens das peças. Peças que não são utilizadas há mais de um ano devem ficar de quarentena e, se mesmo assim, não conseguir usá-las, desapegue. Das peças que ficaram, tente montar algumas combinações para ver se se sente melhor. Senão, seu estilo já mudou faz tempo e só está faltando descobrir qual é.

O serviço de um Personal Stylist te ajuda a descobrir qual é o seu estilo próprio e estilos complementares, as cores que te valorizam, peças de roupas perfeitas para o seu tipo físico e muito mais. Tudo isso levando em conta sua rotina, mas principalmente, sua vontade de se sentir bem. 

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Por Juliana Skliutas: Volta ao trabalho radiante - Como valorizar o tom de pele de acordo com a sua paleta de cores.

As férias foram show! Muito sol e calor e uma praia ou piscina não puderam faltar para se refrescar da sensação de deserto do Saara. Pegar aquela cor tão esperada e agora voltar ao trabalho merece um toque especial. Que tal abusar do seu bronze de verão e ousar nas cores que combinem com ele? A pele bronzeada com cautela (leia-se protetor solar) tem uma tonalidade mais vibrante. As cores escolhidas para exaltar seu look de verão podem fazer toda a diferença. Pessoas de pele muito clara ou muito escuras também tem suas cores amigas para iluminá-las mesmo que não tenham se exposto ao sol.  

Dentro de um grupo de cores que valorizam seu tom de pele, existem algumas que talvez você nunca tenha tentado usar. Aproveite o Ano Novo para provar cores novas no seu dia-a-dia numa camisa fluida, num blazer de linho ou moletom, num colar de pedras. Vai ser sucesso garantido! 

Algumas empresas tem um código de vestimenta mais rígido, mas isso não significa que você seja obrigada a trabalhar sempre de terno cinza…

Saiba que algumas tonalidades e cores podem te deixar com aparência cansada ou ressaltar manchinhas sem necessidade. Dê uma olhada abaixo em qual perfil você se encaixa e bom retorno!

Pele muito clara com sardas, dourada ou clara com bochechas rosadas: Tons amarelados e cítricos refletem a natureza vibrante das pessoas do grupo conhecido como Primavera. Cores como rosa claro, lilás, amarelo neon, verde-água, azul royal, nude, branco são perfeitas. Evite preto, cinza chumbo e cores opacas como os vermelhos azulados e vinhos.


Pele dourada ou morena bege: Tons terrosos e queimados refletem a natureza acobreada do grupo de cores Outono. Suas cores amigas são o laranja, rosa, roxo, verde musgo, marrom, “off white”, branco. Evite rosa pink, preto e tons suaves. 


Pele muito clara com toque rosado: Tons pastéis , acinzentados e rosados refletem a suavidade do grupo de cores Verão. Cores como vermelho, pink, lilás, verde bandeira, azul claro, grafite, cinza, amarelo claro. Evite cores vibrantes e fúcsia.


Pele branca de neve, morena, negra: Tons esbranquiçados e intensos azulados refletem o clima frio do grupo Inverno. Cores uva, carbono, azul celeste, rosa claro, cinza, amarelo claro, verde esmeralda. Evite cores opacas e douradas.



Saiba que a cor dos olhos e cabelos também complementam o estudo da coloração pessoal de cada uma de nós. Para uma análise mais aprofundada, uma consultoria de imagem ajuda a descobrir sua cartela de cores.  

Saber usar as cores para exaltar nosso brilho natural é certeza de retorno em forma de elogios!

Juliana Skliutas

Personal Stylist e Consultora de Imagem
www.julianaskliutas.com
Instagram @juskliutas

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Por Juliana Skliutas: Lookbook - quem já pensou em ter um personalizado? Ele pode ser uma grande ajuda na correria do dia a dia.

Diversas lojas de roupas disponibilizam em seus espaços catálogos ou revistas com fotos de modelos usando peças da nova coleção, sugerindo assim composições diferentes de looks. Mas o que muita gente não sabe, é que o item, originalmente chamado de Lookbook, pode ajudar, e muito, na hora de se vestir.

Se traduzido ao pé da letra, lookbook significa livro de produções. Um conjunto de ideias de combinações de roupas, que facilitam na hora da dúvida. De acordo com a personal stylist Juliana Skliutas, ele orienta sobre 'o que usar' e 'como usar' cada peça. "Lookbook são imagens e fotos que valem mais que mil palavras para explicar como usar uma peça, com o que e aonde", conta a especialista.



E por que não adotar a ideia e montar um lookbook personalizado com as peças do seu guarda-roupa? "As peças mais caras do nosso armário são justamente aquelas que nunca usamos. Por isso, sempre fazemos uma análise de estilo, tipo físico, estudo do guarda-roupa e compras de itens-chave, garantindo que a cliente usufrua de todas as peças da melhor maneira possível", diz a consultora Juliana Skliutas. "O processo final de um ciclo de consultoria de imagem e estilo dá total suporte para se montar um lookbook incrível", acrescenta. 

O lookbook personalizado é o conjunto de fotos com todas as peças contidas no armário, em diferentes composições de looks. Entenda como funciona a sua produção: São consideradas para a sessão de fotos: calças, saias, vestidos, shorts, camisas, blusas, lenços, bolsas, sapatos, colares, brincos e qualquer outro item de seu armário que seja possível utilizar nas composições.

Os conjuntinhos são 'desengessados'. Muitas peças acabam sendo 'engessadas' por alguma vez ter tido uma combinação certeira, e fica difícil usá-las em outras composições. Esse é um dos pontos trabalhados pelo profissional através do estudo de peças juntas e separadas, formando mais opções de uso.

Na montagem do lookbook, as fotos podem ser tiradas separadamente, ou vestindo a cliente. As probabilidades de combinações são inúmeras, tornando mais fácil o uso completo do guarda-roupa.

O material é disponibilizado em formato de revista, livro impresso ou álbum de fotos. Também é possível transformá-lo em digital, deixando a visualização mais simples e rápida, com apenas um clique no tablet ou smartphone.

Com o lookbook, o ganho de tempo na hora de se vestir e a escolha certa das peças fazem toda a diferença. O antes, durante e depois do processo de compras de roupas também se tornará mais fácil e objetivo. 

www.julianaskliutas.com
Instagram @juskliutas

sábado, 8 de agosto de 2015

Por Juliana Skliutas: 07 Dicas valiosas para montar um capsule wardrobe masculino.

Homens também se preocupam com a aparência: procuram produtos para o seu tipo de pele, fazem as unhas, usam camisas com bom corte e sapatênis com amortecedor. Tudo isso faz parte de uma tendência que reflete o homem dos dias de hoje, de olho nas novidades e no seu próprio bem-estar.

Mas é fato que muitos homens não têm tempo ou paciência para escolher roupas e montar seus looks, por exemplo, ao se vestir para trabalhar de manhã cedo. Por isso, um guarda-roupas funcional, com poucas peças bem selecionadas com o conceito aplicado de Capsule Wardrobe (coleção de roupas clássicas, básicas e atemporais, que podem ser usadas em qualquer ocasião) facilita a vida e descomplica na hora de se trocar. Reuni algumas dicas valiosas para os homens de plantão:


Tipo físico: cada homem tem uma estrutura óssea, altura e proporções de corpo que devem ser levadas em conta na hora de escolher as peças que valorizam seu biotipo. Uma jaqueta de corte errado pode deixar um homem mais baixo ou muito fora de forma, sem necessidade. Portanto, atenção na escolha das peças.

Peças essenciais: o guarda-roupa masculino possui um número menor de peças, se comparado ao feminino. São peças-chave para incontáveis combinações e looks incríveis. Jaquetas, calças jeans, calças de alfaiataria, bermudas, camisas sociais, casacos de frio, ternos completos, camisetas, camisetas polo, sapatos, tênis, relógios, cachecóis, underwear e itens de cuidados pessoais formam um armário completo.


Organização: é preciso que cada um analise sua rotina, antes de definir os itens que irão compor seus looks diários. O armário pode ser organizado de maneira que as combinações sejam pré-definidas para facilitar a vida do homem contemporâneo e dinâmico, que não tem tempo a perder. O importante é que as peças do armário conversem entre si, ou seja, estejam dentro de um grupo de cores que combinem. Essa é a maneira mais fácil de se organizar e se vestir com autoconfiança.

Cores: homens em geral não gostam de arriscar, por isso escolhem cores neutras e sóbrias. Uma análise de estilo e de coloração pessoal feita por um personal stylist pode ajudar o cliente a entender melhor sobre sua personalidade e sobre a imagem que ele quer transmitir. As cores comunicam muito bem a personalidade do homem logo nos primeiros trinta segundos que o vimos. Portanto vale a pena conhecer sua tabela de cores, que pode adicionar este toque pessoal ao velho "basicão".


Ambiente de trabalho descontraído: independentemente do segmento, toda empresa tem um código de ética e vestimenta. Se for permitido o uso de bermudas, por exemplo, combiná-las com camisas para fora e mangas dobradas no estilo italiano e sapatênis, é uma boa opção. Outro modelo de sapato que quebra o look "arrumadinho" é o slip on, também conhecido como yacht. Os modelos atuais são bem coloridos e divertidos.

Estampas: as estampas dependem muito do estilo de cada homem. Um jeito fácil de usá-las é escolhendo uma peça estampada (parte superior ou inferior do look) e a outra de uma cor lisa que contenha na estampa. Se for uma camisa estampada de flores grandes em tons de azul e branco, por exemplo, a calça pode ser lisa branca ou azul que não tem erro. Outra forma de usar estampas é escolher para a segunda peça uma cor lisa neutra, como bege, marinho, preto, cinza. Fica bacana e na medida certa.

Acessórios: São o complemento ideal para qualquer look e para todos os estilos e tipos físicos masculinos. Relógios, pulseiras, anéis e cachecóis são muito bem-vindos. Os cintos também dão acabamento e valorizam o tipo físico do homem, definindo a cintura e criando uma identidade visual interessante.

Vale contar com a ajuda da mãe, namorada, amigos e revistas especializadas, que são boas referências para quem não sabe por onde começar. Para um estudo personalizado e individual, é necessário contar com um personal stylist. Assim, é possível compreender melhor a diferença de como as pessoas te veem, como você se vê e como gostaria de ser visto.


Instagram @juskliutas

terça-feira, 14 de julho de 2015

Por Juliana Skliutas: Você sabe qual é o seu tipo físico? Dicas práticas para equilibrar a silhueta.

O look de uma mulher deve traduzir a imagem da pessoa que ela quer transmitir, respeitando e valorizando a natureza do seu tipo físico. Cada pessoa tem um formato de corpo que varia muito de acordo com sua ascendência, miscigenações, cuidados alimentares e a própria idade. O tipo físico pode ser descoberto através da medição e análise das partes do corpo e comparação das suas proporções. 

Ao escolhermos uma peça de roupa, devemos reparar as proporções de cada parte do nosso corpo. Assim saberemos qual parte queremos disfarçar ou exibir. Por exemplo, se os ombros são mais largos que os quadris, devemos escolher peças que chamem a atenção para a parte de baixo do look.  Se o abdômen é avantajado, deve-se optar por itens que chamem a atenção para a parte de cima. Se a cintura é fina com relação aos quadris e ombros, a cintura deve ser o ponto focal para valorizar esta silhueta. 


Os acessórios são excelentes aliados no jogo do equilíbrio das proporções do corpo. Eles também ajudam a valorizar as partes que queremos chamar a atenção de acordo com o tipo físico. Uma pessoa que tem os ombros mais curtos que a largura dos quadris, deve usar e abusar de lenços no pescoço, brincos grandes ou maxi colares. As pessoas de tipo físico mais cheinho, têm como aliados os relógios, pulseiras e anéis para chamar a atenção ao antebraço. 



Como Personal Stylist, gosto muito de indicar o blazer como terceira peça em um look. Porém, cada tipo físico exige um corte específico desta peça de roupa que o valorize. Blazers com ombreiras estruturadas são ótimos para equilibrar a silhueta do tipo físico triângulo. Já quem tem o corpo com ombros mais largos devem dar preferência às cores escuras para o seu blazer queridinho. As pessoas de tipo físico oval precisam de um blazer mais comprido que termine abaixo da linha do quadril e lembrar-se de usá-lo sempre aberto, para criar duas linhas paralelas que vão alongar a silhueta.


A escolha de uma roupa inadequada ao tipo físico pode trazer resultados indesejados visualmente. A peça errada pode aparentar algo que esteticamente não é o efeito que queremos. Um look montado sem o cuidado com o tipo de corpo pode dar a impressão de que uma pessoa está muito acima do peso ideal, ou muito magrinha, ou muito mais baixa do ela realmente é. A moda deve ser uma aliada do nosso tipo físico, e não uma inimiga da nossa própria natureza.

Veja alguns itens que não podem faltar no guarda-roupa, de acordo com cada tipo físico, a seguir. São aqueles itens que vão valorizar as partes do corpo que queremos chamar a atenção, vão disfarçar alguma parte que não gostamos e por fim equilibrar e alongar a silhueta, trazendo como resultado uma ilusão de ótica harmoniosa. São eles:
Tipo físico oval: use saia reta ou ligeiramente evasê;
Tipo físico triângulo: opte por blusa de decote canoa ou com detalhes nos ombros;
Tipo físico retângulo: aposte em looks monocromáticos com detalhes na cintura;
Tipo físico triângulo invertido: vá de blusa com manga raglã ou cava americana;
Tipo físico ampulheta: abuse de vestido tipo envelope trespassado ou justo.


Com as peças ideias para cada tipo físico somente temos a ganhar. As mudanças são positivas e muito visíveis. As baixinhas vão parecer mais altas, as cheinhas vão ficar mais esbeltas, as proporções do corpo estarão mais equilibradas. 

O principal de todo este trabalho de análise do tipo físico é estabelecer quais as peças de roupa que nos valorizam e exaltam nossa beleza natural e quais peças disfarçam aquelas partes que, por algum motivo, nos incomodam visualmente. A mudança é de fora para dentro, de dentro para o mundo. Uma satisfação individual com o nosso próprio corpo.

A escolha das cores certas colabora e muito na ilusão de ótica desejada. Todo mundo tem uma gama de cores amigas que, além de nos deixar com aparência jovial, iluminada, revigorada e saudável, ainda são ideias para cada tipo físico.  A coloração pessoal analisa através da cor da nossa pele, cor dos olhos e cabelos as informações necessárias para sabemos quais as cores que nos valorizam, esteticamente falando. 

Pessoas de corpo triângulo devem usar cores claras e iluminadas na parte de cima do look. Já as pessoas de tipo físico oval devem optar por cores escuras, opacas e por tecidos sem muita textura.

Não existe um tipo físico ideal ou tipo de corpo perfeito. Talvez a nossa boneca da infância Barbie ou seu namorado Ken tenham essas proporções dos sonhos. O importante é sermos felizes com o nosso corpo e sabermos usar as ferramentas práticas para nos sentirmos bem com o nosso tipo físico. O trabalho de uma Personal Stylist é justamente ajudar a encontrar as peças mais indicadas para o nosso tipo físico. Dúvidas? Estou à disposição.

Para finalizar, gostaria de ressaltar que o estilo de cada pessoa deve sempre ser respeitado com atenção ao seu tipo físico e coloração pessoal. Essas três análises se complementam para um resultado ideal da imagem que queremos transmitir. 

Juliana Skliutas - Personal Stylist

Beijos,

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Por Juliana Skliutas: Conheça todos os tipos de estilo e saiba como é feita a análise pessoal.

Quantas vezes você olhou para uma mulher e pensou: "Uau, como ela é estilosa!"? O ato de admirar alguém por sua imagem, seja a atriz mais famosa de Hollywood ou a secretária do seu dentista, é absolutamente comum. Mas, estilo é algo que pode - e deve - ser desenvolvido por qualquer pessoa.

Nossa principal referência de estilo deve ser nós mesmos. Mas como descobrir seu estilo próprio em meio a tantas informações recebidas diariamente? A análise de estilo ajuda a definir, por exemplo, se uma mulher é romântica ou glamourosa, clássica ou criativa em seu jeito de vestir. E, através do estilo predominante e dos complementares, podemos escolher peças que transmitam um estilo singular. 

O estilo pode ser dividido em sete categorias, com características únicas e de fácil reconhecimento. Uma mulher que preza o conforto irá usar camisetas, jeans, sapatilhas, roupas de algodão, cores leves e poucas estampas, menos acessórios e quase nada de maquiagem. Então, é seguro dizer que seu estilo é Casual, ou seja, a antítese do estilo Glamour, que preza pelo brilho, adora paetês, tons metalizados, estampas de bichos, acessórios grandes, sapatos de salto alto e peças que revelam ou insinuam o corpo.

Outros cinco estilos e suas peças específicas transmitem não só a personalidade, como também o estado de espírito e as informações de quem as veste. São eles: 


Clássico: preza pela elegância. Roupas com bom corte e acabamento, monocromáticas, cores como preto, branco, cinza e bege, sapatos scarpins e de couro, joias e acessórios delicados.

Contemporâneo: a individualidade é algo marcante neste estilo. Está além do modernismo. Tem um estilo próprio, veste-se de forma única. Conhece bem o look “tá na moda" e, em cima dele, cria sua própria versão. Conhece as tendências e as utiliza como base de suas produções.



Criativo: gosta da extravagância. Entende que moda é uma expressão artística e, especialmente por isso mistura estampas, cores, texturas, peças novas e antigas. O céu não é o limite para suas produções. 

Moderno: aqui ousadia é a palavra de ordem. Consumidora de moda por natureza, usa antes de todos o que estará na moda amanhã. Gosta de peças urbanas e sofisticadas com ar dramático.


Romântico: valoriza a feminilidade. Gosta de babados, laços, bordados, estampas florais e delicadas, cores em tons pastéis e acessórios pequenos.

Algumas clientes pensavam que havia a necessidade de se mudar completamente o guarda-roupa comprando peças novas. Porém, no meu trabalho como Personal Stylist, não é bem assim que funciona. Após identificar o estilo da cliente, eu trabalho a personalidade dela adaptando seu armário com o intuito de valorizar o que ela é e o que ela tem. Estilo define a forma como somos vistos e atuamos no mundo. Analisá-lo e identificá-lo faz toda a diferença. E você, está pronta para brilhar?


Beijos,

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Por Juliana Skliutas: Mês de maio - noivas, vestido. buquê...

Todo mundo sabe que maio é oficialmente conhecido como o mês das noivas. Os olhos dos convidados no dia do casamento estarão todos voltados para ela, que me perdoem os noivos desavisados. Tudo pronto! Vestido, véu, sapatos, cabelo e maquiagem e o buquê. Ah, o buquê da noiva... Mas afinal de contas, o buquê é realmente tão importante assim?


Sim! O buquê é importantíssimo! Não só para abrilhantar ainda mais a noiva como pelo seu significado. Antigamente o buquê era feito com ervas, especiarias e até alho. Acreditava-se que assim os maus espíritos seriam afastados e o casamento seria repleto de harmonia, paz e prosperidade. Hoje em dia isso mudou e as flores passaram a ser o símbolo de fertilidade e felicidade. 



O buquê faz parte do "look" da noiva. Deve-se levar em conta seu tipo físico, estilo e cor de cabelo, olhos e pele da noiva. Tais itens como vestido, sapatos, véu, penteado e maquiagem devem estar todos conversando entre si. Isso significa que o conjunto deve ser harmônico e deve transmitir a melhor imagem desta mulher, em um dos dias mais felizes da sua vida.



Agora, atenção! O buquê não deve estar em harmonia com a decoração do salão de festas! Aliás ele deve se destacar perante a decoração das flores da igreja ou da recepção. Senão pode parecer que a noiva esqueceu o buquê e pegou emprestado um arranjo do altar!

Existem hoje em dia variações de estilos de buquês.  Os buquês mais usuais são os redondos, cascatas e braçadas. Algumas observações devem ser feitas para ajudar na escolha certa. Por exemplo, mulheres mais baixas devem optar por buquê redondo ou cascata em tamanho pequeno. 

Baixinhas e gordinhas devem evitar o buquê redondo. Escolham o estilo cascata ou braçada em tamanho pequeno. As altas e magras tem mais opções, mas devem evitar buquês muito pequenos. O buquê é um acessório superimportante e deve harmonizar com o biótipo da noiva. Assim a silhueta fica equilibrada e proporcional. 

Outro ponto importante para o grande dia é o horário da cerimônia assim como a estação do ano. Ambos influenciam na escolha do buquê. Maio é sempre mais fresquinho. Nem tão quente e nem tão frio. As cerimônias matutinas remetem a um romantismo, pureza e leveza. À noite as cerimônias são normalmente seguidas de festas que podem ir do estilo elegante ao extravagante. Portanto, com cores mais dramáticas e talvez flores excêntricas. Outro ponto são as opções de flores disponíveis em cada época. De preferência, a noiva deve escolher as flores disponíveis no período do casamento. Mas apesar de tudo isso, o que deve ser considerado é o estilo da noiva. Afinal como já disse, o dia é dela, certo?

Eu, como Personal Stylist de noivas, sou uma romântica incorrigível! Risos. Em minha opinião, o buquê deve ser de flores naturais, independente do estilo da noiva: punk, pink, chique, casual, ultra moderna... Uma excelente opção é fazer um segundo buquê para jogar para as amigas. E aí então vale buquê de Santo Antônio, de doces, mini buquês artificiais.

Juliana Skliutas
Personal Stylist
www.julianaskliutas.com
juliana@julianaskliutas.com
Instagram @juskliutas
(11) 98287-7722

segunda-feira, 9 de março de 2015

Por Juliana Skiliutas: Sangue Novo em Portugal!!

Pra você que ama moda e está antenada nas novidades da Fashion Week, uma surpresa!
Na Europa a cidade de Lisboa, capital de Portugal, também terá sua semana de apresentações logo após os desfiles em Paris. 

Durante os dias 13, 14 e 15 de março de 2.015 acontecerá o evento ModaLisboa. Quem visitar a cidade neste período, terá o privilégio de conhecer ao vivo e em cores a coleção de Inverno 2.016. A novidade fica por conta dos estilistas. São trinta talentos portugueses escolhidos a dedo pelos organizadores do ModaLisboa, cada um mostrando seu dom de criação da arte de vestir.


Eles representarão Portugal no mundo como o “dream team” intitulado Sangue Novo. Estilistas da nova geração movidos por uma curiosidade pulsante sobre a transformação do homem de hoje. Artistas prontos para mostrar sua capacidade de criação independente e empreendedorismo alternativo. Um deles representará o país na Fashion Week da Holanda em junho de 2.015.

Suas coleções serão apresentadas em três passarelas distribuídas pela cidade, com acesso livre ao público. O endereço é o Pátio da Galé, Praça do Município. Quem for aos desfiles, poderá comprar nas “pop-up stores” das marcas desfiladas. Tem peças para todos os estilos, inclusive itens “must have” daquela lista elaborada pela sua “personal shopper”.

Alguns dos estilistas mais aguardados do Sangue Novo são: Nair Xavier, Inês Duvale, Cristina Real, Ana Duarte, Patrícia da Costa,Tânia Fonseca, Rúben Damásio e David Catalán. Atenção especial para o desfile de Dino Alves, que já no seu convite faz questão do look negro total para os presentes. Minha atenção ele já tem! 


A moda que reflete o mundo sonhado pelos artistas está em constante movimento. Muito bom saber que nas veias de Lisboa corre sangue novo criativo e sonhador. 
Juliana Skliutas
Personal Stylist
www.julianaskliutas.com
juliana@julianaskliutas.com
+55 11 98287-7722
Instagram @juskliutas

Beijos,

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Por Juliana Skliutas: "Cores amigas". Você sabe quais são as suas?

No início do século XX o professor de artes Johannes Itten da escola Bauhaus na Alemanha fez uma descoberta no mínimo interessante. Ele notou que os seus alunos sempre escolhiam as mesmas cores para criar seus trabalhos. Tais cores sempre se assemelhavam as cores da pele, do cabelo e dos olhos de seus alunos. Daí criou-se a teoria da Coloração Pessoal: as cores utilizadas por uma pessoa ao se vestir deveriam repetir e valorizar sua própria coloração.

Essa teoria foi utilizada anos depois pela estilista Suzanne Caygill dos Estados Unidos que organizou as cores em quatro grupos: primavera, verão, outono e inverno. Através desta paleta sazonal, ficou mais fácil escolhermos as cores das nossas roupas, graças a esta ferramenta tão preciosa.





















As cores que harmonizam com a nossa coloração pessoal podem nos dar uma aparência mais jovem, mais iluminada e mais saudável. Enquanto que do contrário podemos parecer cansadas, envelhecidas e apagadas... Socorro!

Hoje em dia existem vários métodos de definição da cartela de cores para uma pessoa, mas todos devem levar em consideração a intensidade, o valor e o subtom das cores. As cores também podem ser quentes, frias, intensas e luminosas. Todas essas informações servem de base para as compras de roupas e acessórios e montagem de Looks de forma harmoniosa e reveladora.


A Personal Stylist ou consultora de imagem pode fazer esta análise de coloração pessoal para você. Ela te auxilia sobre o valor e a intensidade das cores que te valorizam. Aquela história de gastar dinheiro com peças porque tal cor está na moda, já era! Se ela te valoriza e harmoniza com você, pode usar e abusar. Senão, a Personal Stylist vai te ensinar como usá-la sem “derrubar” sua produção.

Depois de definida, a paleta personalizada de cores será o seu guia. São sempre as mesmas dezoito cores, estudadas para te ajudar na comunicação correta da imagem que você quer passar.


As cores também passam uma mensagem sobre a personalidade da pessoa. Enquanto você não tem sua cartela de cores definidas em suas mãos, conheça uma pouco sobre o significado por trás delas:

Vermelho – Corajosa, sexy, impulsiva, dominadora
Azul – Calma, honesta, conservadora, inventiva
Amarelo – Receptiva, acessível, alegre, otimista
Laranja – Espontânea, prática, calorosa, extrovertida
Violeta – Criativa, espiritualizada, sonhadora, romântica
Verde – Estável, leal, responsável, simpática
Preto – Audaciosa, autoritária, chic, elegante
Branco – Inocente, pura, feminina, fiel
Cinza – Modesta, controlada, poderosa, confiável
Marrom – Educada, bem-sucedida, perseverante, segura
Rosa – Artística, doce, delicada, refinada

E então, quer saber quais são suas cores amigas? 

Beijos,

Juliana Skliutas
Personal Stylist
www.julianaskliutas.com