Mostrando postagens com marcador Vinho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Vinho. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Quinta dos Murças apresenta seu primeiro programa de vindimas.

Olá!! Hoje tem dica de uma experiência enoturística por aqui. Conhecer uma vinícola é um dos passeios mais legais que eu já experimentei. Amo! Imagina conhecer todo o processo de fabricação desde o inicio de um vinho que você gosta, e depois fazer uma deliciosa degustação? Hoje o post é com uma boa sugestão para quem está em Portugal, ou indo para lá... A Quinta dos Murças, que faz parte da Vinícola Esporão abre nesta semana seu programa de vindimas para quem gostaria de conhecer um pouco mais de perto.


O fim do verão e o início do outono é sinónimo de colheitas em Portugal, a época das vindimas: as uvas estão prontas para serem colhidas das videiras, num trabalho realizado em ambiente de festa e convívio, para depois produzir o vinho do ano. Uma tradição portuguesa que, apesar de modernizada em alguns aspectos, ainda é muito celebrada. Pela primeira vez, a vindima na Quinta dos Murças é aberta ao público, a partir do dia 15 de setembro.


Durante um dia inteiro, os visitantes poderão visitar as caves e a adega e, participar da típica lagarada duriense (entrada nos lagares tradicionais e fazer a pisa a pé). O programa conta também com uma degustação dos vinhos da vinícola.

Para José Luis Moreira, enólogo responsável de Murças: “Começamos a vindima depois de um inverno frio e seco e, uma primavera mais fria que o habitual e muito chuvosa. As uvas estão quase maduras e prontas para a colheita. É a nossa décima vindima no Douro, estamos confiantes na qualidade dos vinhos que iremos produzir e continuamos à procura da expressão mais fiel de nossos diferentes terroirs na produção dos melhores vinhos que a natureza nos proporciona”.

Programa de Vindimas na Quinta dos Murças (a partir de 15 de setembro)
16h00 – Chegada e visita guiada às caves e adega
17h00 – Lagarada (entrada no lagar e pisa a pé)
18h – Degustação dos vinhos Assobio
Máximo: 7 pessoas
Preço: 35€ por pessoa
Reserva necessária
Reservas: +351 932706787 / reservas.murcas@esporao.com
Quinta dos Murças
Covelinhas 5050-011 Peso da Régua
Coordenadas GPS: Latitude 41.153314; Longitude: -7.688143
*disponível mediante trabalhos a decorrer na adega

http://www.esporao.com/
https://www.facebook.com/esporaoworld
http://www.youtube.com/esporaoworld
http://instagram.com/esporaoworld
http://www.youtube.com/c/EsporãoAComidaPortuguesaAGostarDelaPrópria 


quinta-feira, 24 de março de 2016

Páscoa: A Taylor´s indica quais vinhos harmonizam com os chocolates.

Olá!! Já que o tema da semana é Páscoa e Chocolate, hoje tem post em parceria com a Taylor´sa mais conhecida produtora de vinhos do Porto. O tema: Vinho e chocolate! Combinação deliciosa! O que acham de aprender a harmonizar vinho com chocolate? A Páscoa está chegando e para deixar esse momento em família ainda mais prazeroso, o chocolate não pode faltar! E escolher o vinho correto para harmonizar com a sobremesa do almoço ou com o ovo de Páscoa para presentear uma pessoa querida é fundamental. Para quem desejar acertar em cheio, Fernando Seixas, diretor da Taylor´s preparou algumas dicas:


Para o chocolate ao leite, o vinho Taylor´s 10 Anos é o mais indicado. Os aromas do chocolate, do leite e da baunilha contrastam com a fruta do vinho. Taylor´s 10 Anos combina delicadas notas de madeira com ricos aromas de fruta madura. Preço: R$ 299,00 (garrafa de 750 ml). 

Aos fãs de chocolate amargo, o Porto indicado é o Taylor´s Late Bottled Vintage, uma vez que este chocolate é mais consistente, possui menos teor de gordura e doçura. Assim, o sabor do chocolate não sobressai ou anula o sabor do vinho.  Taylor´s LBV é um vinho especial e já pronto para o consumo, sem necessidade de envelhecimento. Deve ser servido num cálice não muito pequeno para que se possa apreciar totalmente seu sabor frutado. Preço: R$ 241,00 (garrafa de 750 ml).

E para o chocolate branco, de doçura e textura untuosa, a melhor combinação fica com o Taylor´s Tawny. Um vinho versátil que pode ser apreciado tanto antes das refeições, como aperitivo, ou após, devido a sua suavidade e seu caráter trufado com pequeno toque de madeira. Harmoniza muito bem como chocolates com amêndoas. Deve ser servido em baixa temperatura. Preço: R$ 95,00 (garrafa de 750 ml).

No Brasil, os vinhos da Taylor´s são importados com exclusividade pela Importadora Qualimpor e podem ser encontrados nos supermercados, empórios e lojas especializadas de todo o país.

Sobre a Taylor´s 
Criada em 1692, a Taylor´s é a mais conhecida produtora de vinhos do Porto. É uma empresa portuguesa familiar com o compromisso de permanecer independente e de conservar uma herança inestimável de experiência e capacidade transmitida através das gerações na produção de vinhos excepcionais. É referência do vinho do Porto Vintage, pois detém uma das maiores reservas de vinhos raros envelhecidos em casco, da qual se destacam os distintos vinhos do Porto Tawny de idade e também é conhecida como a criadora do LBV (Late Bottled Vintage), um estilo no qual a empresa foi pioneira e do qual continua a ser o principal produtor. Sediada no Porto e na região do Douro, a empresa está envolvida em todas as fases da produção dos seus vinhos, desde o plantio da vinha e cultivo das uvas à elaboração, envelhecimento e engarrafamento.

Qualimpor

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Bons motivos para visitar o Wine Weekend neste fim de semana.

Olá!! Quem gosta de um bom vinho? Hoje queria contar de um evento especializado no assunto que fui ver de perto nesta semana. No final de semana, uma boa pedida é visitar o Wine Weekend São Paulo Festival,  maior evento de vinhos voltado para o consumidor final da América Latina. O Wine Weekend está repleto de atrações interessantes para o público e uma ótima oportunidade para abastecer a adega de casa. É claro que listei alguns destaques do evento:

Há cerca de 2.000 rótulos de vinhos do mundo todo à venda, com preços entre R$ 17,00 e R$ 2.000,00. O mais barato é o vinho tinto Arbo, da Vinícola Perrini (de Farroupilhas). O mais caro é o português Fojo, no estande da importadora Job Total, considerado o vinho mais especial da história Portugal, e que teve uma produção de somente 1.000 unidades, das quais restam somente 250 à venda no mundo.


Dentre os vinhos apresentados no evento, também existem rótulos que são produzidos por métodos menos convencionais. O vinho Cavas Submarinas Reserva Submarina, por exemplo, no estande Wine & Co., é um chileno cujo processo de envelhecimento é realizado dentro do mar do Chile, a 15 metros de profundidade.

Há vinhos de inúmeros países, das principais regiões vinícolas do mundo, incluindo Brasil, Argentina, Chile, Líbano, Israel, Alemanha, França, Itália, Espanha, Austrália, Portugal e África do Sul. Além disso, em muitos estandes, vinícolas e importadores oferecem descontos de até 30% nos preços de mercado, como é o caso das importadoras Santa Cruz e Vinus & Vinos. Há vários vinhos orgânicos, como no estande da Wines of Argentina, onde estão expostos mais de 100 rótulos. 

Foto do Museu do vinho, onde é possível ver um pouco da história e processo de fabricação.

Outro bom motivo para visitar a feira é que em vários estandes acontecem lançamentos de produtos que estão chegando agora ao mercado. No estande da importadora Maison, está sendo lançado o espumante Francisco Granata, no da Qual Vinho?, o lançamento é o sul-africano Radford (R$ 180,00). Na Casa Valduga, o lançamento é vinho Origem.

Além do vinho há outros produtos para degustação e venda, como chocolates Lindt (estande da importadora Inovini), azeites da Sicília (estande da importadora Sicilianess) e presunto Parma (estande da importadora L’Aretuseo).

Para quem gosta de curiosidades, no estande da Casa Valduga, um dos destaques é o “vinho do Papa”, o Varvagline Papale, que o próprio Papa atual escolheu para presentear bispos, enquanto no estande da Vinus & Vinos, uma das atrações é o vinho francês Rosé Piscine, indicado para tomar com gelo na praia e na piscina. Tem uma garrafa com visual inusitado – listrado branco e azul. 

Também há muitos vinhos especiais, numerados, com tiragens limitadas. No estande da Job Total há vários, todos de Portugal e dentre estes, há um vinho produzido com uma uva rara no mundo, a Ciliegiolo. O vinho se chama Liguria Di Levante, da vinícola italiana Arrigoni, exposto no estande da importadora L’ Aretuseo. Considerado por muitos especialistas o melhor vinho Carmenere do mundo, o Carmin de Peumo, da Concha Y Toro, custa R$ 699,00. É um dos mais caros da feira.

Pela primeira vez o evento apresenta um espaço especial dedicado à cerveja, com seis estandes de cervejas artesanais: Backer (Belo Horizonte), Votus (Diadema), Blondine (Itupeva), Invicta (Ribeirão Preto), Karavelle e Land Beer (Presidente Prudente). São mais de 50 rótulos de cervejas para degustação e vendas, com preços que variam de R$ 5,00 a R$ 84,00 a garrafa. A cerveja mais cara do evento é a Barley Wine, da Land Bier, cuja maturação é feita em barris de carvalho, como o vinho.

A Land Bier também está lançando uma cerveja voltada para o público feminino, a Rosembier, feita com pétalas de rosas, com sabor, cor e aroma de rosas. Custa R$ 35,00 a garrafa.

O Wine Weekend São Paulo Festival teve início na quinta-feira e segue até domingo no Pavilhão das Culturas do Parque Ibirapuera. Os ingressos custam R$ 70,00 por pessoa na bilheteria, incluindo acesso ao evento e taça para participar de todas as degustações de vinhos e cervejas. As únicas atrações pagas à parte são os jantares harmonizados e as palestras dos especialistas. O horário de funcionamento é das 12h às 22h nos dias 03 e 04, sexta-feira e sábado) e das 12h às 20h no dia 5 (domingo). Para mais informações, o público pode acessar o site www.wineweekend.com.br.