terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Preparando as festas: Arquiteta Carina Dal Fabbro dá dicas de como organizar a casa e receber os convidados nas festas de final de ano

Com orientações que vão desde a limpeza da casa até a troca de presentes, a especialista oferece um guia completo para ser o anfitrião perfeito

Com o avanço da vacinação, já é possível encontrar quem mais amamos, mas a cautela ainda é a melhor amiga da saúde. Por isso, celebrações mais intimistas são o ideal para a data! Desta forma, a ampla varanda projetada pela arquiteta Carina Dal Fabbro será palco de um Réveillon incrível. A persiana retrátil permite privacidade durante o jantar e quando aberta proporciona uma vista de tirar o fôlego para assistir a queima de fogos | Foto: Rafael Renzo


Final de ano é sinônimo de festas e celebrações ao lado da família e amigos. Após longos períodos de isolamento e eventos online, a vacinação e a diminuição dos casos de Covid-19 nos possibilitam a fazer encontros presenciais novamente. A expectativa para o Natal e Réveillon são grandes, mas você sabe como preparar a sua casa, receber os seus convidados e ser um anfitrião perfeito? A arquiteta Carina Dal Fabbro, que está à frente do escritório que leva seu nome, preparou um guia completo para as organizações da casa no antes, durante e pós festas. Confira!

Antes

1. Faça um cronograma para a organização da casa

Separe e lave as taças e louças especiais com alguns dias de antecedência. Assim, você conseguirá pensar nos detalhes da mesa posta com mais calma! | Foto: Priscila Amaral


Estabeleça um critério para a divisão de tarefas e monte um cronograma completo com tudo o que você precisará fazer até o dia da ceia. “Separe e lave as louças especiais em um dia, leve os tapetes para a lavanderia em outro, organize lençóis e travesseiros para os visitantes e lave cortinas em uma terceira data”, orienta Carina. Desta maneira, a agenda não ficará lotada nas duas últimas semanas do ano, você conseguirá aproveitar melhor as festas e não ficará com aquele ar de exaustão durante os jantares.

2. Organize o cardápio 

Com o Mise en place, o tempo para o preparo das refeições diminuirá e você terá muito mais tempo para celebrar ao lado de quem ama! | Foto: Rafael Renzo

Pesquise referências, defina os pratos e faça uma lista dividida entre as receitas que serão feitas em casa e as que serão compradas já prontas. “Para os pratos que serão feitos em casa, a minha dica é que compre os ingredientes com o máximo de antecedência possível. Com o avanço dos dias os supermercados costumam ficar um caos e é sempre bom evitar o estresse de longas filas e corredores cheios, não é mesmo?!”, discorre a especialista.

Uma outra facilidade na hora de preparar a ceia é não esquecer do Mise en place. Com a separação dos utensílios e ingredientes, previne-se que se esqueça de algum detalhe importante da receita e ainda torna o preparo dos pratos mais rápidos.

No que se refere aos itens do menu que serão comprados prontos, não se esqueça de fazer a encomenda com antecedência. Muitos restaurantes costumam ter as agendas de Natal e Ano Novo lotadas rapidamente. Se adiante para não ficar sem o seu prato favorito em dia tão especial!

3. Presentes

Mais uma vez a organização é a chave para conseguir dar mais um check na lista de afazeres do Natal. “Os presentes costumam ser um grande desafio, afinal temos que lidar com a singularidade e estilos diferentes de cada um. Por isso, pesquise todos com antecedência, estabeleça um orçamento e vá às compras certa do que comprar para cada um que você deseja presentear. Assim, a atividade será leve e prazerosa como o ato de presentear”, exemplifica Carina.

Outra alternativa ainda mais interessante e com valor afetivo é preparar pequenos mimos para cada convidado no melhor estilo DIY. Com tutoriais simples na internet ou seguindo receitas tradicionais de família, é possível fazer sabonetes, aromatizadores de ambiente, velas decoradas e até mesmo biscoitos amanteigados ou mini panetones para presentear quem você ama de maneira singular.

Durante

4. Músicas

A escolha da playlist é um dos fatores determinantes para o clima da festa. Por isso, deve ser escolhida com carinho e atenção. “Durante a recepção dos convidados e jantar, evite músicas muito altas e com batidas frenéticas. Opte por melodias suaves e que permitam as conversas sem a necessidade de falar mais alto”, reforça a arquiteta. Após o momento de reunião ao redor da mesa está permitido colocar para tocar aquelas músicas que fazem a família e amigos vibrarem em alegria. “Cuidado apenas com o volume do som para não incomodar os vizinhos. Empatia, principalmente nessas datas, nunca é demais”, completa Carina.

5. Cuidado com as crianças

Prepare brincadeiras para entreter os pequenos. A confecção de desenhos e cartinhas para o Papai Noel podem ser a atividade perfeita. Vale até mesmo preparar uma mesa só para eles. “Pratos de plástico, talheres que não machucam e copos divertidos podem fazer a alegria da criançada. Eles se sentirão especiais, construirão momentos inesquecíveis e ceia para eles será um show à parte!”, explica a especialista.

Prevenir e remediar! Com a organização do lavabo e a disponibilização de remédios e itens de costura, os seus convidados terão uma noite muito mais tranquila! | Foto: Rafael Renzo 



Imprevistos acontecem e a melhor saída para lidar com eles é ter sempre a mão itens que irão facilitar ou minimizar estes acontecimentos. Roupas podem descosturar, o sapato machucar, uma comida pode não cair tão bem ou até mesmo a maquiagem pode borrar durante as festas. Por isso, abasteça uma caixinha de primeiros socorros e deixa-a localizada no lavabo. Analgésicos, antiácidos, curativos, alfinetes e lenços umedecidos podem ser uma dica do que pode não faltar nessa caixinha!

Depois

7. Comece a organização pela cozinha

A limpeza e organização da cozinha já dão outro clima para a casa nos pós festas. Comece sempre por elas! | Foto: @buzinadeimagem por Herman Charles Christ

A festa acabou e a casa ficou uma bagunça? Comece a reorganizá-la pela cozinha. “Fogões, bancadas e fornos costumam ser mais fáceis de limpar enquanto a gordura ainda está ‘fresca’. Por isso, invista em um produto potente, coloque luvas e parta para a ação. Você vai ver como a tarefa será muito mais simples e rápida desta forma”, conta a profissional. Outra dica válida é levar direto para a máquina de lavar as toalhas de mesa e panos de prato. Quanto mais a sujeira seca, mais difícil fica removê-la.

8. Formas e travessas descartáveis

A lavagem de formas e travessas dos assados é mais uma das tarefas complicadas do período de festas. Mesmo deixando por horas de molho, a esfregação intensa ainda se faz necessária e o estresse aparece. Para evitar isso, aposte em formas descartáveis. Práticas e com um ótimo custo-benefício, elas podem ir do forno à mesa e logo após o término do jantar ao lixo sem grandes preocupações.

Sobre Carina Dal Fabbro Arquitetura

Formada pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo em Arquitetura e Urbanismo, Carina Angélica Dal Fabbro Saraiva tem experiência de mais de 25 anos na área de design de interiores e arquitetura. Coordena o escritório boutique que leva seu nome, gerenciando toda a sua equipe de arquitetos para o desenvolvimento de projetos. Participa pessoalmente de cada etapa e preza o atendimento personalizado a cada cliente. 

Após anos de parcerias e experiências, fundou o escritório que leva seu nome, Carina Dal Fabbro | Arquitetura e Interiores. Especializado em projetos de decoração para imóveis residenciais, corporativos e comerciais, todos os projetos levam em consideração as particularidades de cada um destes segmentos e é focado na máxima satisfação. 

O trabalho de Carina Dal Fabbro engloba desde as etapas de projeto, planejamento, administração de obras, coordenação de lojas e fornecedores até a entrega final do imóvel. 

Dezembro / 2021

Carina Dal Fabbro Arquitetura 

www.carinadalfabbro.com.br 

@carinadalfabbroarq 

Informações para a imprensa: 

Dc33 Comunicação 

Heloisa Vieira, Glaucia Ferreira e Danilo Costa 

pauta@dc33.com.br 

coordernacao@dc33.com.br 

danilo@dc33.com.br 

www.dc33.com.br


sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Quem sou eu!!!








sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Ótimos livros de Decoração e Tableware.

Bons livros de decoração e tableware são ótimas inspirações para casa, além de objetos de decoração, também para boas horas de paz e relaxamento em casa.

Duas boas indicações de livros de tableware são os livros da Amelinha Amaro. Histórias, tradições e vivências maravilhosas de uma das grandes precursoras de mesa posta do Brasil. Em seu terceiro livro, Encontros, Amelinha divide dicas valiosas e mostra toda sua essência. Créditos de imagem: Amazon 

Charlotte Moss inspira leitores a viver todos os dias com elegância e romance neste livro.  Moss tem foco em eventos pequenos e breakfast na cama ou chá da tarde com amigas ou uma elaborada comemoração de Natal ou um jantar focada em eventos desde pequenosl ou chá da tarde a uma elaborada comemoração de Natal.


Moss celebra o dia a dia trazendo seu entusiamo e impecável estilo para todas as atividades domésticas. Trazendo alegria junto a combinações. Vindo de refeições com combinações de sabores para uma grandes ocasiões para amigos e família.


Zaha Hadid é uma das mais inovadas e celebradas arquitetas. Nascidas em Iraq, viveu em Londres com vasto conhecimento e experiência em arquitetura inspirando arquitetos no mundo todo. Em Londres foi o escritório criador do Acquatics Centre que teve 05 anos de trabalho, Guangzhou Opera House na China e Edythe Broad Art Museum em Michigan. 



“Quero convidar você a entrar na minha casa e conhecer meus costumes e tradições familiares”.designer de interiores Marco Aurélio Viterbo tem mais de 30 anos de carreira e lança, neste sábado (06), seu primeiro livro intitulado “Marco Aurélio Viterbo Interiores”. 

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Jackson Hole Mountain Resort investe no Brasil.

Destino de montanha icônico em Wyoming elege TL Portfolio como sua representante e mostra, com sua decisão em tempos de pandemia, a importância do mercado brasileiro.

Os amantes dos esportes de inverno certamente já ouviram falar de Jackson Hole Mountain Resort. O destino montanhoso icônico, de propriedade de uma família, tem como propósito enriquecer a vida de seus hóspedes, funcionários e comunidade por meio de uma grande montanha que oferece experiências autênticas e memoráveis encontradas apenas em Teton Village, em Wyoming nos Estados Unidos. No verão, os famosos Parques Nacionais Grand Teton e Yellowstone, na Floresta Nacional Bridger-Teton, possibilitam uma verdadeira imersão em suas paisagens e vida selvagem. 

No inverno os praticantes dos esportes encontram a melhor neve possível à disposição em uma área de 2.500 acres e pistas perfeitas para todos os níveis, possibilitando aos esportistas esquiarem até 1,5km de maneira contínua e vertical. Além disso, o cuidado com a comunidade local, a preservação da paisagem e da vida selvagem que circunda o resort fazem parte das prioridades deste empreendimento que utiliza energia eólica em seus estabelecimentos, lifts e maquinário, reduzindo o impacto ambiental.


E por ser esse destino único que atrai turistas do mundo todo, é ainda mais interessante saber que o Brasil representa um mercado extremamente importante para Jackson Hole Mountain Resort. Tanto é assim que mesmo em tempos de pandemia, o destino de montanha está investindo no Brasil e acaba de anunciar a TL Portfolio como sua representante no país. “Existem certos lugares com os quais nos conectamos de uma forma tão especial que eles nos chamam de volta ano após ano. 

Com Jackson Hole tem sido assim pelo menos nos últimos sete anos, e eu não poderia estar mais honrada e animada em ajudar a mostrar o destino como a experiência ideal para famílias, casais e amantes dos esportes”, comenta Tina Lyra, fundadora e proprietária da TL Portfolio.


Tyler LaMotte, Chief Brand Officer de Jackson Hole Mountain Resort, também expressa sua satisfação com o novo investimento: “Há mais de dez anos o Brasil tem sido um mercado muito importante para nós. Apesar desses tempos incertos, esperamos que as viagens internacionais voltem em breve e os brasileiros possam desfrutar das belezas e experiências que Jackson Hole tem para oferecer”.

O destino adotou todas as medidas de saúde e segurança em relação ao COVID-19 protocolados pelo Estado de Wyoming, Centers for Disease Control and Prevention (CDC), Jackson's St John's Medical Center (SJMC) e Teton County Public Health para que funcionários e hóspedes possam ter tranquilidade. Todas as recomendações estão disponíveis no site de Jackson Hole Mountain Resort. 
 

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Adega ou bar em casa: dicas para criar um espaço personalizado.

A arquiteta Carina Dal Fabbro orienta como compor um cantinho perfeito para receber os amigos e a família em busca de momentos únicos.

Neste apartamento, o bar criado sobre o aparador fica integrado ao living | Fotos: Rafael Renzo


É quase um consenso dos projetos de interiores atuais: os moradores curtem muito ter áreas sociais integradas para interagir com a família e os amigos. Além de conforto para acomodar todo mundo, começando por um amplo sofá com bastante área de apoio, outro item que dificilmente fica de fora da decoração é o barzinho. Um local pensado para deixar as bebidas sempre à mão na hora de servir as visitas com toda classe é mais que bem-vindo. Para quem deseja montar o seu próprio cantinho, vale acompanhar as dicas da arquiteta Carina Dal Fabbro, à frente do escritório que leva seu nome.


O layout do ambiente é o primeiro ponto a ser levado em conta antes de definir como será o cantinho dedicado às bebidas. Isso porque antes de planejá-lo, é preciso saber qual vai ser a área destinada ao bar e em que lugar ele estará alocado. “Podemos dispor sobre o aparador, num espaço reservado na estante do living ou jantar, carrinho de chá ou até mesmo sobre a mesa lateral com uma bela bandeja”, orienta Carina. Outra alternativa é investir numa adega pronta ou projetá-la na moradia. O que vai determinar a melhor opção é o espaço disponível, e é claro, o gosto dos moradores pelas bebidas.

O espaço sob medida no apartamento inclui adega para 24 vinhos, prateleiras para outra bebidas, taças e acessórios | Fotos: Priscila Amaral Santos

Para os enófilos, as adegas são indispensáveis na hora de armazenar e manter os rótulos brancos, tintos e de espumantes com as temperaturas ideais de cada um. Com um projeto personalizado, é possível criar uma área climatizada, em que a temperatura pode ser controlada de forma adequada, de acordo com os diferentes tipos de bebida. A ideia é garantir que as características sejam mantidas até o momento da degustação. Esse tipo de adega demanda mais investimento e um espaço maior, já que precisa de todo um sistema que preserva temperatura, umidade e luminosidade do espaço. Há ainda os ambientes mais simples, que não são climatizados, mas preveem espaço para adegar portáteis, prateleiras de apoio para bebidas e taças, além de mobiliário sob medida para guardar saca-rolhas, corta-gotas e outros acessórios - um exemplo é o ambiente criado por Carina Dal Fabbro.

Anote a dica: é fundamental ficar atento às especificidades de uma adega. O local não pode receber luz direta do sol e nem deve ser extremamente quente. A luz, principalmente do Sol, pode causar problema nos vinhos, degradando e envelhecendo os rótulos prematuramente. Portanto, convém que o ambiente seja o mais escuro possível, contando com iluminação embutida e, preferencialmente, indireta, segundo a arquiteta.

Bem aproveitado, o espaço sob a escada recebeu marcenaria planejada com lugar para uma pequena adega e uma cristaleira | Fotos: Thiago Travesso

Para quem não tem espaço ou verba para investir em um ambiente climatizado, pode investir em adegas elétricas. Neste caso, é importante que o espaço tenha pontos de energia para ligar o aparelho. “Próxima dela, sugiro prever um móvel para comportar as taças, que precisam estar a mão. Pense também em gavetas para armazenamento de saca-rolhas, porta-copos, marcadores de taças, guardanapos, enfim, tudo o que pode ser útil no bar”, explica Carina.

Em espaços pequenos, o bar pode ser montado numa simples bandeja, que receberá algumas garrafas e taças, além de saca-rolhas e um decanter de vinho. Para esses cantinhos, a dica da arquiteta é iniciar pela organização das garrafas, expondo aquelas preferidas. Em seguida, separe alguns itens para deixar à mostra, como uma linda coqueteleira. “Também vale fazer uma composição mais clean, somente com algumas garrafas e um vaso com folhagens”, completa.

Outro tipo de bar que faz muito sucesso é equipado com bancada e banquetas. Para não errar no tamanho da bancada, a arquiteta dá a dica para saber se o local requer móvel alto ou baixo. Caso a bancada tenha 75 cm de altura, o ideal são banquetas baixas, de 40 a 45 cm do piso ao assento. Se há o desejo por uma bancada intermediária, com altura entre 90 e 92 cm, a banqueta pede cerca de 65 cm. A altura mais usada varia entre 1,10 a 1,15 m de altura e banquetas com altura de 70 a 75 cm.

Sobre Carina Dal Fabbro Arquitetura

Formada pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo em Arquitetura e Urbanismo, Carina Angélica Dal Fabbro Saraiva tem experiência de mais de 25 anos na área de design de interiores e arquitetura.

Coordena o escritório boutique que leva seu nome, gerenciando toda a sua equipe de arquitetos para o desenvolvimento de projetos. Participa pessoalmente de cada etapa e preza o atendimento personalizado à cada cliente.

Após anos de parcerias e experiências, fundou o escritório que leva seu nome, Carina Dal Fabbro | Arquitetura e Interiores. Especializado em projetos de decoração para imóveis residenciais, corporativos e comerciais, todos os projetos levam em consideração as particularidades de cada um destes segmentos e é focado na máxima satisfação.

O trabalho de Carina Dal Fabbro engloba desde as etapas de projeto, planejamento, administração de obra, coordenação de lojas e fornecedores até a entrega final do imóvel.

Carina Dal Fabbro Arquitetura
www.carinadalfabbro.com.br
@carinadalfabbroarq


domingo, 7 de junho de 2020

8 dicas essenciais para adaptar a decoração da casa com bichos de estimação.

Profissionais do arqdecor mostram como adequar a morada para receber e proteger os pets.

Em outubro é comemorado o Dia Mundial dos Animais. Companheiros para todas as horas, eles possuem uma data especial desde 1931. O dia 4 do mês destaca a importância que os bichinhos têm na vida das pessoas, evidenciando o respeito e o compromisso com todos os seres vivos.

Decoração com pets/Foto: Divulgação

Carinho, atenção, latidos de alegria, uma amizade para toda a vida. Não tem como não amar! E os números comprovam isso. Os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2013, mostram que há 132 milhões de pets no Brasil. Ainda segundo a pesquisa são 53 milhões de cachorros, 38 milhões de aves, 22 milhões de gatos, 18 milhões de peixes ornamentais, além de 2,7 milhões de pequenos répteis e mamíferos.

Apesar de muito gratificante, alguns cuidados precisam ser tomados antes de comprar ou adotar o novo melhor amigo. Incorporar caminha, “banheiro”, brinquedos, recipientes para água e comida, ou seja, a estrutura básica, com a decoração do apartamento ou da casa não é uma tarefa fácil. Porém, é possível construir um ambiente que seja bom tanto para os humanos quanto para os bichinhos, contribuindo para uma convivência feliz e saudável.

Pensando nisso, o Estúdio Cipó – formado pela arquiteta Fernanda Angelo e a designer Elisa Meirelles, o arquiteto Pietro Terlizzi e o designer de interiores Henrique Freneda reuniram dicas essenciais na hora de montar um décor prático, confortável e sem deixar de lado o estilo e a personalidade dos moradores. Segurança, móveis, adaptações, pisos e revestimentos ideais para tornar o lar perfeito para todos.

Segurança em primeiro lugar:

Antes de qualquer coisa, medidas de segurança precisam ser tomadas para proteger o bichinho. Colocar rede de proteção nas janelas e varandas do apartamento evitará acidentes graves. Os animais, sobretudo gatos e cachorros, gostam de subir nos batentes para tomar sol, brincar e até mesmo quando ficam assustados.

“É essencial que a tela esteja bem presa à parede para oferecer maior segurança”, alerta Henrique Freneda. Seja nos quartos, na varanda ou na cozinha, o importante é pesquisar a melhor marca, acompanhar a instalação junto ao profissional e certificar-se quanto à resistência da rede.


Redes de proteção são essenciais para proteção dos animais/Projeto: Pietro Terlizzi/Foto: Guilherme Pucci

Já os fios dos aparelhos eletrônicos devem ser encapados ou embutidos em painéis de madeira. Além disso, as tomadas precisam estar tampadas com material próprio.

Tecidos ideais para os animais:

Ter um animal em casa exige mudanças, mas isso não significa que o estilo do morador deve ser deixado de lado. Para achar um meio termo, o ideal é saber exatamente o que pode facilitar essa convivência.

Os bichos de estimação soltam muitos pelos, não tem como evitar. Por isso, os tecidos que revestem sofás, poltronas, cadeiras e almofadas recebem uma atenção especial. “Esses móveis devem ser revestidos com materiais fáceis de limpar, como couro, microfibra e poliéster”, conta o arquiteto Pietro Terlizzi.

Preste atenção nos tecidos/ Projeto: Korman Arquitetos/Foto: JP Image

Entre os pets, os gatos apresentam a particularidade de afiar as garras, por isso o melhor é evitar tecidos que desfiem facilmente ou com texturas. “Tudo precisa ser liso e sem aderência para as unhas”, completa Pietro. Quanto às cores, os tons neutros médios ajudarão a esconder o rastro de pelos. As tonalidades mais claras e escuras evidenciam a presença de manchas e sujeiras.

E os tapetes?

Ao trazer filhotes para casa, tenha em mente que eles demoram a aprender o lugar certo de fazer xixi. Por isso, vale considerar um tempo sem os tapetes, até os pets estarem treinados. Se não for possível retirar, materiais como o sisal e a fibra sintética são mais fáceis de limpar. “Além do desinfetante comum, a espuma mágica é um produto essencial para tapetes e sofás”, diz a arquiteta Fernanda Angelo.

Escolha o tapete ideal/Foto: Banco de Imagem

Proteção para a sua cama:            

Geralmente, cãezinhos e gatinhos são muito apegados. Muitas vezes, eles acabam indo dormir na cama junto com seus donos. “Nesse caso, vale investir num protetor de colchões. Caso haja acidentes, o líquido não afeta o colchão”, aconselha Terlizzi.

Os pets adoram dormir na cama com os donos/Projeto: Korman Arquitetos/Foto: JP Image

Outra dica importante é investir em móveis resistentes sob medida que aguentem os impactos dos possíveis saltos dos bichos. Sem deixar de lado o conforto e harmonia da decoração.

Piso e revestimento:

Tudo precisa ser planejado antes de ter um animal em casa. Os mínimos detalhes dos ambientes precisam ser adaptados para o bem-estar. No chão, para impedir que os cachorros e gatos se machuquem ao escorregar, o ideal é escolher um piso não poroso. Assim, revestimento cerâmico e porcelanato rústico ou antiderrapante se mostram como as melhores opções. Já o de madeira deve receber um selador para fechar os poros, evitando a infiltração de urina e fezes em possíveis acidentes. “Além de práticos, esse materiais são fáceis de limpar”, afirma Henrique Freneda.

Os revestimentos das paredes também exigem atenção especial. Os lisos com painéis de madeira e os de tijolinho acrescentam no décor e facilitam o dia-a-dia. “Paredes com tintas laváveis são uma boa opção para manter a higiene e manter a casa linda!”, conta Pietro Terlizzi.

Objetos de decoração:

Todo o cuidado é pouco quando se trata dos objetos de decoração perto dos animais. O minimalismo evitará dores de cabeça se os pets da casa forem muito bagunceiros. Entretanto, caso não seja possível seguir este estilo, a dica é guardar os itens frágeis ou muito pesados dentro de estantes com portas fora do alcance dos pets. “Assim como com as crianças, o melhor é deixar peças pontiagudas longe para afastar a possibilidade de acidentes”, recomenda Elisa Meirelles.

Mantenha os objetos quebráveis longe dos animais/Projeto: Estúdio Cipó/Foto: Julia Ribeiro

Plantas por todos os lados:

É possível ter bichos de estimação e plantas ao mesmo tempo? Claro! Tomando as medidas de segurança necessárias, todo mundo ficará feliz. Jamais tenha espécies venenosas ou com espinhos, principalmente perto dos animais que podem comer essas folhas e passarem mal. Além disso, é fundamental evitar as plantas que acumulem água, pois se o líquido for ingerido poderá causar doenças.

Mamona, carambola, jasmim manga e comigo-ninguém-pode são proibidas pela toxicidade. Já as espécies fênix, cactos, babosa, coroa-de-cristo não podem ser compradas pela presença de espinhos. “As melhores espécies são jabuticaba, lavanda, alecrim, hortelã, calêndula e limão siciliano”, disse Fernanda Angelo. A solução é pendurar vasos de médio e pequeno porte em lugares inalcançáveis.

Decoração adaptada:

Basta ter criatividade para integrar os objetos dos pets na decoração da casa. A caminha, por exemplo, pode receber um tecido que combine com o sofá, as almofadas e a cortina, compondo um estilo divertido na sala. Uma ideia interessante é reproduzir um móvel dos donos em escala menor e deixar o ambiente mais fun.

A cama pode fazer parte da decoração/Projeto: Pietro Terlizzi/Foto: Guilherme Pucci

Além disso, é possível planejar um mobiliário que incorpore os itens dos bichinhos. Estantes, aparadores e mesas de centro que tragam nichos para encaixar os potinhos e caixas de brinquedo. Pensando nisso, o Estúdio Cipó projetou um criado-mudo com uma caminha embutida na parte de baixo. Desse modo, o cachorrinho da família ganhou um espaço bem pertinho dos donos.

Criado-mudo com caminha/Projeto: Estúdio Cipó/Foto: Julia Ribeiro

Os moradores que possuem gatinhos, por sua vez, precisam se preocupar com a tendência a escalar todos os móveis. Uma ideia criativa é posicionar nichos nas paredes que, ao mesmo tempo, organizem os objetos dos humanos e sirvam de playground para esses animais. “O ambiente se transformou em um refúgio tanto para os donos quanto para os pets! A marcenaria sob medida permite a liberdade de produzir móveis divertidos e funcionais para todo mundo”, diz Elisa, a designer do Cipó.

Nichos de parede servem de brinquedo para os gatinhos/Projeto: Estúdio Cipó/Foto: Julia Ribeiro

Os bichinhos adoram participar da vida familiar. Seja brincando, dormindo junto e até seguindo os donos para todos os lugares. Cada vez mais, os projetos de décor dos imóveis trazem soluções que se adaptem a esse hábito carinhoso. Um exemplo é ter uma pequena abertura na parte de baixo das portas para livre passagem dos pets.

Abertura para passagem dos pets/Projeto: Korman Arquitetos/Foto: JP Image

Sobre o Estúdio Cipó

Inaugurado há dois anos, o Estúdio Cipó é fruto da parceria entre a arquiteta Fernanda Angelo e a designer de interiores Elisa Meirelles. Depois de seguirem trajetórias individuais, as profissionais reuniram suas expertises na produção de projetos de arquitetura e interiores, além de uma outra grande paixão: a produção do design de móveis, composto por peças modernas e funcionais executadas em madeira – matéria-prima considerada uma paixão por Fernanda e Elisa. À frente das etapas de projeto, planejamento e execução, a dupla busca na beleza da arte e arquitetura a inspiração e os elementos para compor os projetos residenciais que assinam. “A harmonia dos elementos atua diretamente na missão de transformar o morar e trazer felicidade na vida das pessoas. Isso nos motiva”, afirmam.

www.estudiocipo.com.br
@estudiocipo
Rua Piacá, 37 – Alto de Pinheiros – São Paulo – SP
Fone: (11) 3798-9148

Sobre Henrique Freneda: Apaixonado por design de interiores, Henrique Freneda tem ampla experiência na área. De paisagista, ele buscou seu sonho maior e se formou em Designer e já realizou mais de 70 projetos entre casas, apartamentos, projetos comerciais e até cenários de televisão. Henrique segue um estilo moderno contemporâneo e se inspira em grandes nomes como Olegário de Sá e Norman Foster. Utilizando sua expertise no assunto, atualmente está na televisão aberta com o quadro “Casa e Decoração” sobre arquitetura e design no programa “Papo em Dia” com Luciano Faccioli e Gisele Alves, na Rede Brasil de Televisão. O profissional também criou e assinou o cenário do “Vida e Estilo”, fazendo algumas participações ao lado da apresentadora Amanda Françozo.

Serviço:
@frenedainteriores
www.frenedainteriores.com.br
(11) 97301-0330

Sobre Pietro Terlizzi: Formado pela FAU Mackenzie em 2009, foi sócio da Arch Stage Projetos por sete anos. O arquiteto abriu seu próprio escritório Pietro Terlizzi Arquitetura e Design em 2016, onde atua em todas as etapas do projeto, desde a elaboração do conceito à execução da obra. Com pouco mais de três anos de história, o escritório assina mais de 30 projetos, entre residências, escritórios e estabelecimentos comerciais, marcados por um estilo moderno, pela presença de materiais rústicos e pela combinação de paletas neutras com toques vibrantes de cor.

Pietro Terlizzi Arquitetura e Design
pietroterlizzi.com.br
@pietro_terlizzi_arquitetura